segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Frantux - Casco de Pedra - por Caio Cesar EoGago


Este é o Frantus, Casco de Pedra.

19/02/1300.
-Hoje discuti com meu pai por questiona-lo novamente sobre não querer ir para o mar. Ele ficou realmente bravo dessa vez e como sempre minha não disse nada.

20/02/1300.
-Hoje um dos navios voltou com carga completa. Parece que tiveram sorte dessa vez, todos no porto estão felizes vai ter festa.
-Aliás, descobri uma nova espécie de planta que nunca tinha visto... essa coisa parece ter propriedades curativas... droga queria tanto contar para alguém.

21/02/1300.
-Hoje conversei com minha mãe, disse a ela que não quero ser capitão de navio nenhum e mostrei minha descoberta a ela. Sabe o que ela disse, “meu filho largue de bobagem, o negócio da família é baleia e em vez de perder tempo com plantas, porque você não estuda o melhor jeito de atirar um arpão em uma baleia”.
-Odeio navios.

22/02/1300.
-Hoje é meu aniversário, vai ter festa no porto.
-Dá para acreditar, meu pai me deu um navio... mesmo sabendo que odeio navios.
-Durante os festejos meio pai me chama e diz “ Frantus, hoje você se tornou um homem e como um homem você deve assumir sua própria tripulação. Venha... venha vamos batiza-lo” em quanto me puxava pelo braço feito um boneco.
-Porem hoje não dei a satisfação que ele deseja, quando cheguei lá... “Atenção, Atenção... meu filho vai dizer o nome do navio dele, hoje é um grande dia, calem-se cães. ”
-Naquele momento disse “ Nãooooo, odeio navios, não quero um navio... eu odeio o mar”, naquela hora meu pai olhou para mim como nunca tinha olhado antes.
-Não preciso dizer que a festa acabou né.

23/02/1300.
-Hoje acordei com minha mãe sentada no pé da minha cama, ele estava chorando e soluçando ela disse que meu pai partiu para o mar e não ia voltar enquanto, eu estive-se aqui.
-Pois é, foi expulso de casa... por não gostar de navios. Mas não estou triste, talvez seja um sinal o mundo me convidando a explora-lo.

24/02/1300
-Hoje conheci um homem estranho no porto, diz ele ser druida, diz também que a natureza e nós somos um só.

25/02/1300.
-Estou decidido, vou me tornar druida. O homem que conheci me disse a um templo da lua aqui perto, será que isso é um outro sinal.
-Tomei minha decisão, deixou para traz essa vida que odeio e as pessoas que amo, mesmo que elas não me entendam.

15/08/1428.
-Nossa a quanto tempo que não te escrevo velho diário, nem lembro mais o que dizer... melhor escrever.
-Alias... me tornei um druida.

23/10/1428.
-Eu disse a eles... eu disse a eles...
-Mesmo com todos os alertar continuaram contando as arvores e matando os animais... orc!!!!!
-Agora estão todos mortos, a fúria do urso caiu sobre eles não vão me incomodar mais.
-Quanto tempo esses orcs... vão continuar a invadir meu território, será que eles não cansam?
-No fundo nem ligo... hahaha... adoro ver o terror nos olhos deles quando o silverback entra em seu acampamento a noite... hahaha... quem diria orcs com medo de gorilas.

24/10/1428.
-Querido diário... hahaha... que começo bobo para um guardião.
-Hoje tive uma ideia... devo estar louco. Vou voltar para casa.
-Existe algo que ainda pesa em meu coração... o olhar de minha mãe e o desgosto de meu pai.

10/11/1428.
-Estou quase chegando... estou nervoso...

11/11/1428.
-Estou na porta da cidade, mas não tenho coragem de entra...
Frantus fica parado em frente aos grandes portões da cidade, porem ele percebe um rosto familiar que está com a mesma falta de coragem que ele... só que com medo de dar o primeiro passo para fora da cidade. Ele se aproxima e levanta o capuz de uma jovem anã... essa mocinha é sua irmã mais nova chamada Vada, ela era muito pequena quando ele partiu, mas o sangue se reconhece e os dois se abraçam e conversar brevemente. Ela explica que tem o desejo de ter sua própria tripulação e como hoje é uma mulher adulta resolveu sair de casa para descobrir o nome do seu navio, pois só assim poderá receber tal grandeza.
Frantus então, toma a decisão de ajudar a irmã a descobrir o nome do seu navio e os dois partem para uma jornada que nenhum deles sabe onde vai dar.


By: Caio Cesar EoGago.


1 Blá blá blá!:

Anônimo disse...

Muito bom!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes