quinta-feira, 24 de março de 2016

BACKGROUND: TYENNE STORMRAGE

Tiberius era um reino controlado por humanos e minotauros, mas todos sabiam que o Rei Numis Stormrage, um humano de aproximadamente uns 35 anos, com varias cicatrizes de batalha, olhos castanhos bem escuros, com um cabelo muito curto negro, e uma barba longa e densa, era um rei sem rainha. Isso muito agradava aos minotauros que iriam suceder o trono facilmente, e teriam mais humanas nos seus arens. 

Assim Nimus foi a procura de uma boa moca para procriar, e tao somente isso, e logo achou uma moca de seios fartos com estatura acima do normal, seus 1,75 e sues cabelos encaracolados cor de mel,  com olhos verdes acizentado, uma mulher bem estruturada, Pigma whisperwind, uma fazendeira dos arredores da cidade, sem muita expressão no rosto ela aceita o pedido de sua majestade, e por nove meses carregou a criança, mas infelizmente não foi um menino e sim uma menina, muito bonita. Batizada de Tyenne Whisperwind Stormrage,  o bebe não podia herdar o trono, então, Numis carregou este fardo por muitos anos, e treinou Tyenne nas artes marciais. 

Ele ensinou tudo que um guerreiro deveria ser e aprender na batalha, como se concentrar, como usar armas, armaduras, escudos e todo o resto. Ser um combatente astuto e eficiente. Enquanto o Rei cuidava de sua filha, os minotauros conseguiram pegar o trono, Numis foi poupado de sua morte e de qualquer humilhação publica, foi tirado de casa e banido do reinado, não podendo reivindicar o trono de forma alguma. Ele muito esperto começou a treinar guerreiros de Lin-Wu o Deus Dragão, no templo antigo a beira da cidade baixa. Tyenne ficou com sua mãe durante o primeiro inverno depois do templo ser reconstruído. 

Após isso ela foi encontrar seu pai, que já havia chamado alguns sacerdotes para reger o templo. Tyenne voltou a treinar com os guerreiros que ainda assim não gostavam de ver uma moca com espada e escudo no meio de seus treinos, então ela pediu para seu pai uma armadura com um Helmo fechado e sem tracos femininos para que pudessem ver ela como um guerreiro normal. Treinava dia após dia, e então veio a faze de ir para a floresta da lua nova, onde varias criaturas eram muito ferozes e vorazes. Tyenne teve seu treinamento intensificado estando sozinha no meio da floresta por 1 mês. Quando ela voltou estava fraca, magra, com muitas cicatrizes, tinha uma no braço que mais parecia uma garra. Os sarcedotes do templo cuidaram dela, e ela pode voltar a suas atividades normais em 1 mês de bom repouso.

Os anos se passaram e nisso os primeiros torneios para ver os campeõs do deus dragão começaram.  Os melhores combatentes passaram pelas arenas de Stormrage, mas ainda sua filha queria continuar e tentar a sorte na arena. Um cavaleiro de 1,90 com seu cavalo malhado sua armadura cor bronze com detalhes em azul e prata aceitou lutar contra Tyenne. Seu pai havia feito uma armadura para ela, mais parecia um dragão negro com detalhes em vermelho. Ela vestiu a armadura e na hora que ela foi entrar na arena, ouviu-se as cornetas do palácio. Todos pararam e foram ao encontro das cornetas, todos conheciam o seu som, era guerra, um perigo se aproximou e precisava ser defendido. Os clérigo e ajudantes começaram a sair do templo deixando somente Stormrage perplexo sem ter o que fazer, ele foi proibido de ir ate o castelo do rei, mesmo que para ajudar. Sua filha tentou correr, e foi barrada pelo seu pai. Ela estava com muita raiva, mas não podia fazer nada, entaum correu para floresta da lua nova e nem percebeu. Ainda existe rumores que este ataque foi planejado pelos drows da casa dos Mefitos, outros dizem que foi pelos orcs da casa de Daresk, mas a certeza eh que foi um ataque forte e quase acabou com o castelo. Tyenne foi seguir a direção que ela havia vindo da ultima vez, ela queria enfrentar a fera que deixou a cicatriz de pata em seu braço, pois queria descontar a raiva. Tyenne se depara com um urso atroz derrubado sem o braço esquerdo, ela puxou seu machado e seu escudo e foi em direção ao rastro de sangue, foi então que ela viu seu algoz caído, e uma tigresa de idade muito nova, ainda não era madura, lambendo o que deveria ser sua mãe.  A tigresa mãe estava muito ferida, ao lado um tigre muito grande, que deveria ser o pai, este parecia estar morto também. Tyenne pegou a filhote tigresa e cuidou dela na floresta, achou um lugar pra ela se abrigar, conseguiu comida. Ela esquecera totalmente da guerra ou da sua vingança, sentiu uma imensa necessidade de se ligar com esta filhote. 

Passado alguns dias ela voltou ao templo e levou a fiolhote junto. Como de costume não foram bem aceitas, mas a filhote foi treinar com os cavalos do reino, mas não deu certo, pois ela era muito frágil, assim Tyenne teve que deixar ela na floresta mesmo. Podendo ir visitar ela quase todos os dias e ensinando o que conseguia a ela. Pigma queria morar com Numis, mas depois da invasão do reino, as fazendas tiveram que ser realocadas, e assim deixando Numis e Tyenne mais distante dela. Tyenne se concentrou exclusivamente aos treinos deixando de lado qualquer informação que não precisasse saber o mundo era algo distante e sem valor pra ela. Seu teste foi programado, o dia chegou ela usou sua armadura de dragão negra e vermelha, seu machado de batalha, e foi ate a arena, agora com seu treinamento completo. Foi então que apareceu um minotauro, todos pareciam com medo dele, Ele era muito alto e forte, sua armadura não era nova, nem brilhava, sua espada era grande e cravejada de pedras, a lamina parecia afiada demais, sem duvidas, uma obra prima que desferiu o primeiro golpe e tirou o escudo de Tyenne, em seguida, ele girou-se no ar como se flutuasse, andou de forma impecável e então acertou os joelhos de Tyenne, que caiu no chão e na posição que ela ficou, o minotauro pegou o queixo da armadura e puxou pra cima, e falou: “... Humanos, hummm, ainda mais mulheres, não deviam tentar lutar, isto não lhe cai bem, volte com sua mãe e ajuda nas plantações ...” então ele saiu, e correndo Tyenne foi embora de seu vilarejo. Com a certeza de que precisava provar seu valor, ela saiu na direção da floresta da lua nova, pegou sua amiga e companheira Guida, e foram se aventurar no mundo. Provar que ela podia ser alguém, que mesmo mulher, mesmo filha de um rei, ela podia conseguir.

By: Phoenix Ghost 

2 Blá blá blá!:

Vistor Dead disse...

Essa Tyenne vai me contar altas historias kkkkkk

Phoenix Ghost disse...

Tyenne tem muitas historias pra contar, vamos ver a possibilidade de fazer um Diario de Viagens de Tyenne:D

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes