segunda-feira, 2 de abril de 2012

Nova classe de prestígio: Viajante planar




Olá. Hoje, eu, Jacó Galtran, lhes trago uma nova classe de prestígio. As regras usadas são as do D&D 3.0, embora possam ser facilmente adaptadas às demais versões do jogo. Ressalto que os mestres devem se sentir à vontade para alterarem o que preferirem para adequar o material a suas necessidades/preferências/grau de apelação de seus grupos.

Espero que apreciem e comentem.

Viajante planar

Graças aos deuses, a ambição desmedida, e por vezes inconseqüente, não é privilégio apenas dos portadores de um coração maligno. É fato que são muitos os aventureiros que não se contentam apenas em salvar o mundo. Querem salvar vários mundos. E para que isso se torne possível, muitos deles já se mostraram capazes de agir com a mesma habilidade nos múltiplos planos da existência. A esses valentes e insanos heróis os bardos têm chamado de “viajantes planares”.

Viajante planar: Embora o termo “viajante planar” seja cunhado para se referir a qualquer indivíduo que vá de um mundo ao outro, essa expressão tem sido usada mais recentemente para se falar a respeito de um seleto grupo de aventureiros que têm se mostrado particularmente poderosos quando estão em outra dimensão.
Ninguém sabe até hoje o que faz um aventureiro comum tornar-se um viajante planar. Há quem diga que o fato de transitar pelos planos com freqüência é o que basta para que adquiram suas espantosas habilidades. Outros dizem que é necessário um pacto com misteriosas entidades extraplanares.
Quaisquer que sejam as origens de suas habilidades, ou seus objetivos, o fato é que os viajantes planares têm contribuído para a eliminação de várias ameaças de outros planos da existência.
Dados de vida: o mesmo oferecido pela classe original do personagem. Em caso de personagens multiclasse, considere o dado de vida menor.

Pré-requisitos: Para se tornar um viajante planar, o personagem deve preencher os seguintes requisitos:

Nível de personagem: ter ao menos oito níveis de personagem em qualquer classe.
Perícias: cinco graduações na perícia “Conhecimento: os planos”
Especial: deve já ter viajado a outro plano e (a critério do mestre) ter feito algum tipo de pacto ou aliança com alguma poderosa criatura ou entidade extraplanar.
Perícias de classe: As perícias de classe de um viajante planar são as seguintes: Alquimia, Blefar, Concentração, Conhecimento: arcano, Conhecimento: os planos, Diplomacia, Falar idioma, Observar, Procurar, Ouvir e Senso de direção.

Pontos de perícia a cada nível: 4 + modificador de Inteligência.


Nível
Bônus de Ataque
Fortitude
Reflexos
Vontade
Habilidades
+0
+0
+0
+2
Comunhão com o desconhecido
+1
+0
+0
+3
Senso de direção aprimorado
+1
+1
+1
+3
Adaptabilidade
+2
+1
+1
+4
Resistência a expulsão +2
+2
+1
+1
+4
Imortalidade planar
+3
+2
+2
+5
Adaptabilidade aprimorada
+3
+2
+2
+5
Resistência a expulsão +4
+4
+2
+2
+6
Expulsão
+4
+3
+3
+6
Faro para portais
10º
+5
+3
+3
+7
Viagem planar aprimorada

Características de classe: Todas as características a seguir pertencem a essa classe:

Comunhão com o desconhecido: um viajante planar consegue, ao chegar a qualquer plano da existência, entrar em comunhão com a fonte de poder daquele mundo, podendo extrair dela o poder necessário para o uso de suas habilidades. Por isso, um viajante planar é capaz de usar normalmente, em qualquer mundo em que esteja, todas as suas habilidades de classe, magias, habilidades sobrenaturais, similares a magia e ataques especiais.
Essa é uma habilidade sobrenatural.
Senso de direção aprimorado: Um viajante planar tem uma grande facilidade para se localizar, mesmo em um plano que esteja visitando pela primeira vez. Por isso, ele não sofre nenhum redutor em seus testes da perícia Senso de direção, não importa o quão hostil, alienígena ou labiríntico seja o local em que esteja. Essa é uma habilidade extraordinária.
Adaptabilidade: um viajante planar se adapta facilmente às condições climáticas e aos demais fatores que fazem um mundo distinguir de outro. Por isso, um viajante planar consegue ignorar todos os redutores (que variam, de acordo com as regras empregadas pelo mestre) que receberia por estar em outro plano. Essa é uma habilidade extraordinária.
Resistência a expulsão: no quarto nível, um viajante planar começa a se sentir “em casa” em qualquer plano para o qual vá. Por isso, ele recebe um bônus de +2 para resistir a qualquer tentativa de expulsão por parte de um nativo daquele plano. Esse bônus aumenta para +4 no 7º nível. Essa é uma habilidade extraordinária.
Imortalidade planar: Um viajante planar, quando é morto em outro plano, não morre verdadeiramente, sendo apenas expulso para seu plano de origem. (Algumas regras para viagens planares assumem que isso já acontece para qualquer personagem que morra em outro plano, restringindo apenas a volta do personagem para o plano onde morreu por um bom tempo. Nesse caso, assuma que o personagem morto em um plano, é mandado de volta a seu mundo de origem, mas pode regressar ao plano onde fora morto após um número de semanas igual a 5 – modificador de Carisma). Essa é uma habilidade sobrenatural.
Adaptabilidade aprimorada: no sexto nível, um viajante planar está tão adaptado a viajar por diferentes mundos, que não apenas não sofre mais nenhum redutor ao ingressar em nenhum mundo, como recebe um bônus de +1 nos ataques e danos contra qualquer criatura que esteja naquele plano pela primeira vez. Essa é uma habilidade sobrenatural.
Expulsão: a partir do oitavo nível, um viajante planar já é capaz de expulsar do plano em que ele esteja qualquer criatura não-nativa dele. O mestre pode aplicar normalmente as regras para expulsão que usa em sua campanha, ou simplesmente rolar 1d20 + modificador de Carisma do viajante planar. Se o número atingido for igual ou superior ao número de dados de vida da vítima, a criatura é expulsa daquele plano.
Essa é uma habilidade sobrenatural.
Faro para portais: No nono nível, o viajante planar adquire uma facilidade muito grande para localizar portais ou locais que facilitem a viagem planar. Sempre que um viajante planar estiver próximo a um portal para outro mundo (mesmo sem o estar procurando intencionalmente), ele pode realizar, com um bônus de +5, um teste de Procurar (Classe de dificuldade 20). Em caso de sucesso, ele localiza o portal. Essa é uma habilidade extraordinária.
Viagem planar aprimorada: no décimo nível, o viajante planar já é capaz de transitar, por si mesmo, livremente entre as múltiplas dimensões. Por isso, ele pode, uma vez por semana, viajar para qualquer local de qualquer plano, sem chance de falha. Essa é uma habilidade sobrenatural similar à magia “Portal” conjurada por um feiticeiro de 20º nível.

Mais sobre o trabalho do Jacó clicando aqui.


1 Blá blá blá!:

Dragões do sol Negro disse...

Ah muito legal eu estava preocupado quando li o titulo de ser igual ao:
http://www.dragoesdosolnegro.com/2010/10/o-cavaleiro-planar-rpgvale.html

Mas né não, lembra mas...
Parabéns Jaco

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes