quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Adaptações Insanas: Clã Crepuscullum - Vampiro A Máscara



Bem vindos minhas caras vítimas! Eis que abro aqui o projeto Adaptações Insanas

Significa exatamente isso: são adaptações feitas de qualquer coisa para diversos sistema de RPGs para você usar na sua campanha, rir pra caramba ou perder seu tempo lendo!
Eu sempre tive como passatempo fazer a adaptação de coisas as vezes sem muito nexo com RPG, de forma tal que aqui no DSN, eu vou colocar estas adaptações a público para o desespero de vocês! Já aviso que não tenho pudores e não respeito estereótipos de sistema, então, preparem-se para ver "raças classes" em D&D 3.0.5.75 ou Alien x Predador x Chupa-Cabras para Vampiro: O Requiem.

Eu adapto e vocês usem se puderem!

Bwahahahahaha (Risada Maligna)


Para abrir este Projeto, começo com este novíssimo clã de Vampiro a Máscara: 


Crepuscullum.


Este clã surgiu nos últimos anos através de Estéfani, uma malkaviana abraçada em 2008.
Estefani era uma jovem adolescente fascinada por vampiros e pela saga Crepúsculo. Seu grau de insanidade e fanatismo acabou atraindo a atenção de um malkaviano que a abraçou, chamado Eduardo. Estéfani idealizou em sua mente Eduardo como sendo “Edward” entregando-se ao fascínio e as presas do seu senhor.

Mas alguma coisa estranha aconteceu.

O fanatismo de Estéfani era tamanho que sua psique criou uma Númina que afetou sua transformação, ao ponto de tornar-se a forma vampírica idealizada pela saga Crepúsculo. Mesmo assim, Eduardo a aceitou e a instruiu por cerca de 6 meses, antes dele ser convocado pelo príncipe local e nunca mais voltar. Por Estéfani ser diferente dos demais, Eduardo a orientou a jamais entrar em contato com outros cainitas, de modo que ficou no refúgio do seu senhor, até o dia dele ser invadido e ser forçada a fugir.
Estéfani, em sua loucura, passou a crer que os membros de outros clãs fossem os Volturi da saga Crepúsculo e por isso nunca mais entrou em contato com qualquer outro cainita, desde a fuga.
O nome crepuscullum surgiu quando ela estava navegando na internet e encontrou o nome Crepúsculo em latim... Na verdade, ela é o único ser que decorou a pronúncia “crepúsculo” em todas as línguas do google tradutor.
Passado algum tempo escondida, Estéfani resolve criar para si uma “família” como na história e abraçou vários outros adolescentes fãs da série como ela própria, pois eles “sabem como é um vampiro de verdade”. Segundo suas próprias “leis”, Estéfani definiu que estes vampiros somente poderiam se alimentar do sangue de animais. Alguns, acabaram sendo expulsos da sua “família” por experimentar sangue humano e passaram a formar suas próprias famílias, fazendo assim, com que este clã se espalhasse rapidamente.
A quebra da máscara provocada por este “clã” e sua origem bizarra fez com que a camarilla se organizasse para impedir a expansão deles e agora, todos os Crepuscullum são rastreados e caçados...


Alcunha: Aberração ou Ridículo.


Aparência: Todos os abraçados, não importando sua idade ou maturidade mental, transformam-se em suas versões adolescentes. Se possuírem idade adulta por exemplo regredirão a imagem adolescente que tinham de si mesmos.

Refúgios: Shopings, Escolas de ensino médio, Barzinhos,etc...

Antecedentes: Dentre os escolhidos para ser abarçados pelos Crepusculum estão os fãs da série “Crepúsculo”.

Criação de Personagem: Por ser um clã muito recente e a maioria dos integrantes adolescentes, poucos tem algum recurso significativo. Costumam valorizar atributos sociais. Aqueles que são filhinhos de papai costumam ter riqueza.

Disciplinas do Clã: Demência, Auspícius e Purpurinum

Fraquezas: Devido ao “poder de Estéfani”, estes vampiros, ao serem abraçados, adquirem a característica de brilharem como fossem cobertos com purpurina em contato com a luz solar, tornando sua identidade óbvia. Esta “fraqueza” é ao mesmo tempo sua aliada, pois a luz do sol não os afeta da mesma forma que os outros cainitas: a purpurina impede os raios solares de tocarem a pele do crepuscullum. O efeito de letargia é substituído pelo efeito de depressão profunda: um Crepusculum chora por qualquer motivo durante o dia aumentando em 3 a dificuldade de todos os seus testes envolvendo interação social. Se ficarem expostos por muito tempo podem acabar se suicidando. Por causa desta característica muitos são emos.
Uma outra característica de destaque é o fato que os Crepuscullum se alimentam de sangue de animais e recebem o dobro de pontos de sangue por isso. Caso alimentem-se de seres humanos sofrem o efeito de depressão até a próxima noite, similar ao que experimentam durante o dia.

Organização: Os crepusculum se organizam em pequenos grupos de adolescentes chamados “famílias” que se reúnem em algum lugar como um shopping ou cemintério. O seu líder é o membro mais velho e que conhece mais profundamente a saga. Este grupo tende a mudar de lugar todo o dia para que as pessoas não passem a desconfiar de um bando de desocupados sem família.
Alguns que são adolescentes preferem a voltar a viver com os pais ou passam a ocupar casas abandonadas, vivendo sozinhos até o tédio os force a fazer alguma coisa pela vida... ou pela não-vida neste caso.
Claro: devido ao peculiar brilho de sua pele, os crepuscullum somente interagem durante o dia se estiver nublado, caso contrário passam a maior parte do tempo enclausurados.

Linhagens: Não tem. São um clã muito recente. Sua menor geração é 14.

Mote: Ai! O Edward é tããããããããããooo lindu!

Considerações:  Este “clã” não tem nem sequer 5 anos de existência e seu número de membros aumenta cada vez mais. O “dom de Estéfani” faz também com que a transformação ocorra rapidamente e o domínio de alguns poderes sejam facilitados, o que os fazem se espalhar como uma praga. Só não se tornaram um problema maior porque eles possuem sua própria “máscara” escondendo sua condição dos demais seres humanos e tentando conviver com eles. O problema é que nem todos querem se manter escondidos e várias vezes a máscara foi quebrada por eles, tornando-os uma grave ameaça ao mundo vampírico.
Os membros dos crepuscullum são, em sua grande maioria, detentores de sangue fraco. A própria Estéfani possui uma alta geração (13ª) o que a faz os cainitas descendentes dela (e os descendentes de seus descendentes) sejam possíveis detentores de sangue fraco. Cainitas com medo da Gehena arrepiam os cabelos só de pensar que essas aberrações sejam uma espécie de “facilitadores” da gehena.

Estereótipos:

Sabá: Am? Ah não, é Black Sabat, entendeu? Mas não gosto deles... Prefiro U2.

Camarilla: Ah os malditos Vulturi, nunca me pegarão, nunca me pegarão! Snif... Snif...

Independentes: Eu gosto de ser independente.


Disciplina Purpurinum

Por algum motivo, que foge a compreensão dos ocultistas mais respeitados, os Crepuscullum conseguem controlar o estranho “pó” que envolve seu corpo com a estranha disciplina e simular algumas cenas vistas no filme.
Qualquer vampiro que possua pelo menos um nível nesta disciplina, ao sofrera morte final, vira uma quantidade de purpurina proporcional ao tamanho seu corpo.

Nível 1 – Nuvem Brilhante

O vampiro cria um punhado e purpurina em sua mão. Além dos usos normais da purpurina, ela pode ser lançada contra os olhos de um oponente para atrapalhar sua visão.
Mecânica: Gasta-se 1 ponto de sangue para criar um punhado de purpurina que dura uma cena. Para arremessa-la nos olhos de um alvo, o crepuscullum deve rolar um teste de Destreza + Esportes contra CD 8. Cada sucesso aumenta a dificuldade das ações do alvo em 1 até o fim da cena.

Nível 2 – A Benção da Lantejoula

O vampiro amplia a capacidade de reflexão da purpurina em torno do seu corpo. Caso esteja num ambiente luminoso (não necessariamente do sol) a luz irá ser refletida no corpo do vampiro, tornando-o um alvo difícil de atingir graças a ofuscação provocada.
Mecânica: Gaste 1 ponto de sangue. Os atacantes aumentarão a dificuldade dos ataques contra você em 2 pontos até o fim da cena.

Nível 3 – Upa Upa

Caso o vampiro esteja carregando alguém nas suas costas, ele consegue correr e escalar na velocidade normal, não sofrendo nenhuma forma de penalidade por isso. Isso também permite ao vampiro proteger totalmente quem esta montado nele.
Mecânica: Gasta-se 1pt de sangue. O vampiro pode, por uma cena, carregar alguém em suas costas sem ser penalizado por excesso de peso assim como subir em locais verticais na mesma velocidade “em terra”. Adicionalmente, qualquer ataque direcionado contra quem esta na sua “garupa” será feito contra o vampiro.

Nível 4 – Abraço Clássico

Caso o vampiro morda alguém, este será considerado “abraçado”. O Vampiro inocula um tipo de veneno na corrente sanguínea da vítima que a transforma em um vampiro “crepuscullum”.
Mecânica: ao morder um ser humano este se tornará um vampiro crepuscullum.

Nível 5 – Pó de Diamante

Estéfani é a única capaz de usar esta disciplina até o presente momento. Ela era fã também de Cavaleiro do Zodíaco e fez com que seu controle da sua purpurina simulasse o golpe do cavaleiro de cisne.
Por uma questão de limitação da própria disciplina, o poder não tem qualquer efeito “congelante” apenas uma grande quantidade de purpurina voa em um turbilhão de vento contra os oponentes a sua frente e a uma grande velocidade, ferindo-os e penalizando-os.
Mecânica: O vampiro gasta 3 pontos de sangue. O vampiro rola uma jogada de Destreza + Artes contra dificuldade 8. Caso obtenha um sucesso começa a fazer sua coreografia. Depois deve testar seu nível de purpurinum contra dificuldade 8. Cada sucesso causa 1 ponto de dano agravado e a cada dois pontos de dano aumenta em 1 a dificuldade nos testes dos oponentes até o fim da cena.

Rogério "Monge da Dungeon" Freitas


10 Blá blá blá!:

Victor Maia disse...

MUITO FODA!!!! AHIUAHAUIHAIUAHAUIAHIUAHAIUAHIAH

Marcos Bitetti disse...

Nossa lembrou quando jogava caçadores caçados... se jogasse isso hoje ia ser festa com um roteiro juntando caçadores e vampiros num mesmo objetivo ^^

Dragões do sol Negro disse...

kkkkkkkkk d+

Victor Hugo disse...

huahuahuahuahauhua Muito comedia!
Ficou legal a adaptação, apesar de não gostar de Crepusculo, hehe a Disciplina Purpurinum é foda! Esses Vampiros merecem mais respeito eles resistem ao SOL !!!

Só não gostei da analogia o Pó de Diamente do Cisne...
Mas mesmo assim ficou divertido mesmo, uma verdadeira Adaptação Insana!

Jussara Gonzo disse...

Poooooooorra!

Haha, apesar de ter rido eu fico imaginando como seria uma adaptação séria (hã?!?) dos vampiros de crepúsculo!

Rogério "Monge da Dungeon" disse...

Marcos:

Caçadores Caçados, Cainitas, Lobsomens, Magos, Múmias, Changelings, Demônios, GCBS (Gente com bom senso)... Acho que dá pra colocar todo mundo jutno caçando eles numa boa.

Victor:

Pô cara... eu sei que a Analogia ataque do cisne foi mals... mas poxa: é uma fanática por crepúsculo, malkaviana e nerdzaça! O que você esperava? ^^

Jussara:

No caso... am... de uma adaptação... séria... poderia ser feito da seguinte forma:

Cada Vampiro teria acesso a potência e rapidez nível 1 cada e apenas um ou dois poderes de alguma disciplina existente (máximo nível 3).

Eles poderiam andar no sol mas brilhariam como... se estivessem cobertos de purpurina.

A característica humanidade teria de ser reformulada.

Eles possuem uma espécie de "Máscara" mas talvez algumas regras não se apliquem no mundo de Stephenie Mayer.

O abraço aconteceria se alguém fosse mordido e o vampiro conseguisse resistir a tentação de drena-lo até o fim.

Eu apenas vi os filmes, mas não cheguei a ler os livros para se ter uma noção de como funcionaria perfeitamente um Vampiro "Crepusculiano".
Se estiver interessada, posso ver como desenvolver.

Flws

Dragões do sol Negro disse...

Não entendi, calma, adaptação séria de crepúsculo? Como assim ?!?!
Seria o mesmo que fazer um filme sério com o didi...
heheheh

Victor Hugo disse...

Ta faltando agora o jacob para o Lobisomem: O Apocalipse
ahuahahu

Rogério"Monge da Dungeon" disse...

Pode deixar Victor... Vai ser o próximo! Hwahahahah

Victor Hugo disse...

Opa, precisando de ajuda estamos ae .

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes