quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Background - Arthur Siegref


Em um pequeno vilarejo ao Norte de Venore, vivia Edd Siegref. Um simples marceneiro do qual se orgulhava muito de seu trabalho. Já velho e sem ninguém para dar continuidade a sua família, resolveu ter um filho, falou com sua mulher e ela concordou com a idéia.


Passando 9 meses, chega a hora, o bebe irá nascer, grande azar de Rose, que durante o parte, diante a algumas complicações morreu. Edd não soube o que fazer, ficou muito abalado, pois perdera uma companheira da qual estava junto a muitos anos, porém, firme e forte nascera Arthur Siegref, do qual o pai acreditava que honraria o nome da família.

Edd, mesmo abalado, continuou a trabalhar e junto a ele levava seu filho, o tempo se passava e construiu um grande vinculo de amor com seu filho, jovem, porém esperto. Arthur era muito travesso e vivia se metendo em confusão.

Anos se passavam e Arthur ia crescendo, ao lado do pai via como a vida era dura, e 
aprendeu a ser humilde assim como seu ele. Edd tentou ensinar a seu filho sua profissão, a tentativa foi em vão, porém percebeu que Arthur gostava muito de lutar e bater, então o fez uma pequena espada de madeira, com muitos detalhes e muito bela.


Admirado com o que viu Arthur ficou muito feliz e logo começou a brincar com sua nova espada. Os anos se passaram e Arthur agora tem 12 anos, ainda jovem, porém mais esperto, adquiriu um grande amor por sua espada e a cada dia que passava tentava melhorar seus golpes dos quais eram dados em uma pequena árvore que ficava atrás de sua casa. Seu pai, vendo seu empenho decidiu ajudar Arthur e o ensinar algumas coisas que sabia, ao lado de seu pai , Arthur foi aprendendo coisas novas e aprimorando suas habilidades.

Anos se passaram, porém o pior estava por vir, o Reino de Venore fora atacado por um grupo de Bárbaros do quais mantinham aliança a anos, traíras, em um dia mataram grande parte da população. Então um recrutamento foi feito em todo o reino em busca de guerreiros que lutassem por Venore, Arthur, já com 16 anos queria muito ir à guerra, e assim poder mostrar do que era capaz, porém, seu pai não permitiu, pois era seu único filho e último a carregar o nome Siegref. Edd não queria que o nome de sua família da qual um dia já muito respeitada acabasse assim, então decidiu ir em seu lugar.

O esforço foi em vão, no primeiro dia de batalha, Arthur aguardava ansiosamente a volta de seu pai, pobre Arthur, recebera a mensagem, que sei pai teria sido decapitado por Konan, que propositalmente matara Edd de forma tão cruel, pois um dia, muito tempo atrás, Edd já teria servido ao rei, como um de seus guerreiros de elite, e a família Siegref era muito respeitada, e em uma das batalhas pela terra de Venore contra os Bárbaros, Edd matara seu pai Ryan, e desde esse dia Konan jurou vingança. Arthur não se conformou com o que aconteceu e quis ir atrás de Konan, porém, não o deixaram ir, pois sabiam que Arthur iria morrer, não contendo-se com tal angustia resolveu sair dali, juntou algumas de suas coisas e sua nova espada, da qual adquiriu alguns anos antes, e saiu pelo mundo a fora.

Chegando a cidade vizinha de Venore, Zanknore, Arthur via-se em um mundo diferente, onde tinha liberdade e agora queria mais que tudo tornar-se mais forte, cada vez mais forte, para um dia vingar a morte de seu pai, porém, sabia que não era bom o suficiente, estava em busca de um mestre, queria aprimorar suas habilidades, e andou um dia todo pela cidade, perguntando aos comerciantes locais e aos moradores se sabiam da presença de alguma pessoa da qual poderia ajudá-lo, algumas delas falaram no mestre Mishutaro Nusaco.

Um velho, do qual morava no alto da colina, atrás da moita, em uma pequena casa. Arthur foi até lá, conversou com Mishutaro e explicou a ele sua situação, o velho aceitou treinar o jovem, porém, com uma condição, Arthur deveria usar as habilidades adquiridas apenas para o bem, Arthur aceitou sua proposta e tornou-se seu aprendiz. Como primeira lição, Mishutaro queria saber se Arthur realmente era bom, e o propôs a seguinte situação, Mishutaro pegaria seu cavalo Haio e soltaria em um vasto campo, Arthur deveria pega-lo, sem usar qualquer arma. Após algumas minutos, impressionado, Mishutaro vê Arthur montado em Haio e abismado se pergunta, como o jovem em tão pouco tempo conseguira tal façanha, pois nunca, ninguém havia conseguido montar em Haio Silver além de Mishutaro.

Haio era um cavalo muito arisco, e se curvara apenas a quem respeitava. Agora Arthur havia conquistado o respeito de Haio e Mishutaro, assim partindo para sua próxima lição, agora Arthur deveria mostrar todo seu potencial e sincronia com sua espada. O mestre achou boa a performance de Arthur, e agora sabia de qual ponto partir para o inicio de seu treinamento. Os dias se passavam e Mishutaro via que Arthur realmente era habilidoso, e a cada dia melhorava, acreditava que algum dia Arthur poderia superá-lo.

Dois anos se passaram e ao lado de Mishutaro ainda estava Arthur, porém agora ainda mais forte, e via que de novo devia seguir seu caminho sozinho, queria dessa vez aprender com o mundo, sabia que a vida era dura, sofrida e traiçoeira, queria enfrentá-la de frente, deixando para trás seu grande mestre, do qual irá ficar marcado em sua memória para sempre, porém sabia que um dia iria voltar e dizer ao seu mestre que sua vingança foi concluída, e para ajudar Arthur e fazer com que sua jornada fosse menos cansativa, Mishutaru dá a ele seu cavalo Haio, pois sabia que Arthur precisaria de um companheiro, Arthur se despede e vai, e assim que atravessou o vasto horizonte de Zanknore, nunca mais se teve notícias dele.


1 Blá blá blá!:

Fernando disse...

Massa

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes