quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Festival de Verão: Arcos

Hoje trazemos mais um jogo resultado da parceria entre Dragões do Sol Negro e Guardião do Templo montamos um projeto chamado Festival de Verão, onde publicávamos no blog dos Guardiões e eles no nosso Blog. (quer saber mais sobre o projeto clique aqui.)
Hoje trago pra vocês a nossa publicação que foi ao ar dia 25 de janeiro de 2011no blog dos Guardiões.


Durante os jogos muitas modalidades de combate chamam a atenção e testam os competidores mas o que mais atrai esse bardo é o JOGO DE ARCOS. Famoso nas terras ao Sudeste da cidade, onde dois inimigos se enfrentam, durante o dia do Sol, para resolverem uma ou outra pendências, ou mesmo provar que é Melhor que seu Inimigo. Tudo isso, sob as duras regras do povo gato.
.
Em sua terra natal onde foi criado o desafio as regras são claras:
.
“Que eu reze, não para ser preservado dos perigos, mas para olhá-los de frente.” (Tagore )
.
Cada participante tem 3 Flechas que ele mesmo escolhe, depois, se coloca em marca, no chão, cerca de 50 metros do oponente e dispara, de acordo com iniciativa, uma flecha de cada vez, com o objetivo de matar o oponente.
.
Ser atingido significa derrota, e/ou, O primeiro a morrer perde!
.
Caso acabe as três flechas e nada acima tenha acontecido, o dois competidores dão cinco passos à frente e lhes é dada mais uma flecha. Se ninguém for atingido, considera-se um empate.
.
O desempate é realizado em um ano após deste dia, seguem as regras de acima, caso ainda seja empatado no próximo ano é realizado o desafio de novo, e assim sucessivamente até que exista um vencedor. Nos próximos anos caso um dos dois venha à faltar, a vitória é do que apareceu.
.
Assim nasceu o jogo.
.
Mas como o Festival não tem objetivo de matar ninguém, e sim divertir o Público, as regras mudaram um pouco.


Confira com são elas na Arena de Porthi

.
Cada competidor fica a 30 passos um do outro, apenas 2 competidores por vez. Eles devem permanecer dentro do cículo marcando a sua posição (1,5 metros de diâmetro). Cada um recebe 3 flechas de ponta rombuda (dano contusão) para não ferir mortalmente os adversários (1d6 de dano; -1 na jogada de ataque).
.
Após utilizarem as três flechas, se ninguém for atingido, mais três flechas são dadas aos competidores, que são obrigados a dar mais 3 passos à frente e reiniciar aos ataques. Se a situação permanecer, ninguém atingido, os procedimentos se repetem até a distância chegar a 9 metros.
.
A ponta da flecha é embebida em tinta vermelha, para marcar o impacto, perde o oponente atingido mais vezes durante cada turno de “três flechas”.
.
Apesar do risco ter diminuto, não é dificil alguém cair desmaiado ou morrer durante o jogo. Não é permitido nenhum uso de escudo durante a partida.


Quer ver as outras modalidades dos Jogos do Festival de Verão?
.
Clique aqui para ver as publicações no blog Guardião do Templo
.
Clique aqui para ver as publicações no blog Dragões do Sol Negro (Duelos e Jogos Secretos)

0 Blá blá blá!:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes