segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Os quatro reinos - Parte 13

Olá, amigos. Jacó Galtran traz hoje a sequência da saga "Os quatro reinos". Espero que apreciem e comentem.

Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5 - Parte 6 - Parte 7 - Parte 8 - Parte 9 - Parte 10 - Parte 11 - Parte 12



Os quatro reinos - Parte 13

"Eram seis e corriam. O tempo contra, o conhecimento recém-adquirido a favor. Sabiam o que era necessário para conter o desequilíbrio, sabiam que o poder de Hiago não era absoluto. Sabiam ser possível vencer.


- Sua Majestade, o Rei Gaia, muito provavelmente reuniu-se com os demais monarcas em alguma dessas grutas – um dos eruditos apontou.
- Não teremos chegado tarde? Não terá nosso Rei já deixado esse lugar? – outro questionou.
- Vamos vasculhar e descobrir! – Tauros bradou.

Os eruditos, os de preto e o ex-general avançaram por entre as labirínticas formações rochosas, entrando em cavernas, percorrendo pequenos túneis e revirando cada canto em busca do monarca do reino Solu.
Tauros há muito já tinha reparado na capacidade dos homens de preto de antever as coisas e agir como se já soubessem o que iria acontecer. Por um momento, se perguntou se eles não saberiam onde poderia estar o Rei Gaia ou, ao menos, se eles estavam procurando nos locais certos. Os três indivíduos de preto em nenhum momento se manifestaram, limitando-se a vasculhar os lugares com o mesmo empenho dos demais.
Passaram-se horas sem nenhum êxito. Todos se recusaram a parar para descansar. Os eruditos forçaram a mente e começaram a traçar um mapa mental de seu reino. Deveria haver uma rota alternativa por onde o Rei pudesse ter voltado após a reunião. Pensaram, repensaram, conjeturaram e tornaram a pensar.

Nada.

- Vamos voltar! – bradou Tauros.

Os demais fitaram o ex-general com um misto de surpresa e respeito. Ele ainda não havia perdido o poder de liderança de outrora.

- Não adianta continuarmos aqui perdendo tempo. É provável que o Rei Gaia já tenha voltado e nos desencontramos pelo caminho.
- E caso não o encontremos? – um erudito perguntou.
- Na pior das hipóteses, teremos que seguir sem falar com ele. Lembrem-se que o tempo está contra nós.

Os seis voltaram. Já anoitecia e o cansaço cobrava seu preço reduzindo o poder de marcha do grupo. O sono, a fome e a sede também apareceram para enfraquecer os seis. A viagem atravessou a madrugada em ritmo lento. O sol já havia completado seu ciclo e se punha à mostra novamente quando eles conseguiram alcançar os limites da capital do reino Solu.

E o Rei Gaia estava lá os aguardando.

***

Foram longos minutos de explicações e apresentações em uma reunião extremamente informal. Era quase que um conselho de guerra sendo realizado na praça principal da capital. Curiosos se aglomeravam ao redor deles, obrigando vários soldados a formarem um círculo de isolamento.
Os eruditos, Tauros e os dois indivíduos de preto enviados pelo Rei Eolus disseram tudo ao Rei Gaia e a seus soldados. Falaram sobre os mais recentes acontecimentos, sobre os riscos que corriam se seguissem o curso de ação que se apresentava como sendo a única opção e dos detalhes da nova missão.
Deter o desequilíbrio causado pelo mau uso dos símbolos sagrados exigiria encontrar o mais poderoso de todos os símbolos. Um quinto artefato, conhecido apenas pelos que viveram tempos imemoriais, cujo poder era capaz de sobrepujar tudo que existia.

O dragão da neutralidade.

A provável localização desse artefato era uma inóspita cordilheira repleta de dragões conhecida como Montanhas Vartorgadaryn. Não havendo alternativas e tendo o tempo como um constante e implacável inimigo, o Rei Gaia os abençoou e enviou junto com os seis mais dez de seus melhores soldados. Ele ainda os aconselhou a descansarem e comerem alguma coisa, mas ninguém quis esperar. Os dezesseis partiram levando consigo provisões, água e um objetivo.

E a responsabilidade de salvar seu mundo.

***

- Setenta e quatro.
- Ótimo – Focus respondeu – Todos imbuídos do sentimento de vitória? Todos cientes do peso da responsabilidade que carregamos?
- Sim. Éramos noventa e um, mas alguns não tinham o perfil.

Focus, os membros da Corrente Azul e os guerreiros que recrutaram estavam acampados. Era uma pequena cidade, quase na fronteira entre Aqua-Mare e Solu. Não havia tanta comida quanto o grupo precisava e a água também era escassa. Muitos choravam escondidos, corações apertados de saudades de suas esposas e filhos. Entretanto, era pelo bem deles que todos estavam reunidos. O próprio Focus, embora evitasse demonstrar, também lamentava com lágrimas o falecimento de seu pai.
Cruzaram a fronteira com outra cidade, e os guardas do lugar nem se deram ao trabalho de perguntar a eles quais eram suas intenções. Nas atuais circunstâncias, ninguém seria louco de questionar os motivos de um numeroso grupo de guerreiros. Os membros da Corrente Azul insistiram, por motivos que só eles conheciam, que deveriam fazer o percurso margeando as regiões litorâneas. Talvez fosse o destino, a vontade dos deuses ou uma apenas uma coincidência. O fato é que nas areias fofas de uma cidade, acharam dois corpos desmaiados.




Ninguém menos que o príncipe Gonid e a General Marla.

***

Com a ausência dos símbolos sagrados em seus altares, os reinos começaram a ser assolados pelas catástrofes anunciadas por Hiago.
Sete rios tiveram suas águas envenenadas. Os peixes e frutos do mar apodreceram. As águas calmas do mar se enfureceram e cobriram duas cidades de Aqua-mare.
As terras do reino Solu ficaram estéreis. As plantações morreram. Três grandes centros populacionais foram tragados por terremotos que abriram o chão em crateras colossais.
Um vendaval infernal atingiu parte do reino Wyndh. Duas cidades suspensas caíram de uma altura de mil e trezentos metros. O ar tornou-se mais escasso e impuro.

***

O Rei Eolus e seus três servos trajando preto chegaram ao reino dos elfos."

Continua dia 19 de setembro. Mais sobre o trabalho do Jacó, clicando aqui.

1 Blá blá blá!:

Odin disse...

Pelas minhas barbas... parece que estamos no prenúncio do Ragnarok...

Muito bom, mestre Jaco!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes