terça-feira, 16 de agosto de 2011

Xeque Mate | Final!



Boa tarde viajantes! Fico feliz em vê-los por aqui! Já faz um bom tempo que não os vejo.
 Sentem-se, vocês chegaram na hora que ia começar a conta uma história.


Vocês e lembram que um grupo de aventureiros receberam a ajuda de magos conjuradores contra algumas ilusões? Pois bem, eis que conterei o que ouvi sobre esses rapazes recentemente.

Se bem me lembro, os magos pediram ajuda aos aventureiros para resgatarem um baralho com poderes. Os mestres das artes arcanas gosteriam de tê-lo para ter certeza que não cairiam em mãos erradas. Como os magos tinham lhes ajudado, os aventureios decidiram retibuir o favor.

Alguns decidiram acampar junto com os magos, para poderem recompo as energias. Legolas, Kics e o novo integrante, Sombra desceram pela fenda na terra e encontraram uma entrada, como um túnel.

Kics foi na frente. Estava tudo muito escuro, até Frederich, o Sombra, lançar a magia luz em um pedaço de tecido que o guerreiro carregava. Puderam então observar corredores formados por caixas e algumas paredes antigos. Menos Legolas, que ao entrar no túnel, parecia que tinha entrado em aposentos reais.
A ilusão já estava começando a mostrar seus efeitos e Legolas foi sua primeira vítima.
  
Mesmo vendo tudo com aspecto muito diferente de seus amigos, Legolas acompanhou a dupla de amigos numa investigação rasa pelos aposentos do lugar. Kics foi a segunda vítima das ilusões e sofreu uma pequena queda em um buraco no chão. Além disso, encontrou preso em correntes um bravo e temível Cérbero, o cão de 3 cabeças, guardião dos portões do inferno. Mal sabia ele que era o cão de estimação de Etilaw o mago ilusionista, que estava diante dele.

Com medo do que ainda pudessem encontrar, os três decidiram ir até uma porta central.

Ao abrir a porta, a confusão se aumentou. Frederich viu o rei, que havia sido assassinado, de pé, no fundo da sala, que estava coberta de poeira e caixotes de madeira. Já Kics e Legolas, viram uma sala toda ornamentada, cheia de riquezas, o rei no fundo da sala também, conversando com 4 guerreiros reais.

Os três ficaram extremamente confusos com o que viam. Na dúvida, o guerreiro Kics foi conversar com o rei. O monarca, dado como morto, informou-lhes que sua morte foi forjada para enganar os inimigos, pois uma guerra estava para ser iniciada e toda vantagem é bem vinda.

Nenhum dos três heróis estavam acreditando muito na conversa do suposto rei, afinal de contas eles tinham visto o corpo do rei com os próprios olhos. Entretanto prestavam atenção. Enquanto olhava atentamente par ao rei, o Sombra foi duramente golpeado com uma espada pelas costas. Nesse momento souberam que poderiam estar em perigo. Ao questionar masi duramente o rei, o monarca dá ordens de ataca aos guradas reais. O Sombra fica sem entender nada, pois via seus amigos combatendo com o ar. Porém um do sinimigos era bem real: aquele que o acertou pelas costas.

Enquanto Kics e Legolas se ocupavam dos guardas imaginários, o clérigo tentava cuidar do ladino que o atacara pelas costas. Enquanto o combate fluia, o suposto rei caminha até perto do guerreiro divino e com algumas palavras e gestos, faz com que ele tenha comece a ter pesadelos, pesadelos muito reais! Todavia, o Sombra resitiu ao ataque mental, mas não resistiu à segunda investida do ladino traiçoeiro.

Embora os guardas ilusórias tenham sido derrotados um a um, aos poucos, o sujeito com a aparência do rei se dirigiu para perto de Kics e repetiu o ataque feito no clérigo. O guerreiro não teve forças mentais suficientes para reagir ao poderio intelectual do ataque. Em pouco tempo ele jazia no chão, experenciando o pior tipo de morte, com seupior medo.

Restara Legolas, o mago com a aparência do monarca e o pequeno ladino que vivia escondido nas sombras. Como a ilusão era o forte do mago/monarca creio que ele quis abusar. Ele tornou o corpo do Sombra invisível e criou uma ilusão à sua imagem, sob ordens de atacar o ranger. Como o ser das matas já estava muito machucado, não demorou para cair incosnciente também.

É... quando ouvi essa história achei que estivessem derrotados, mas ainda não era o fim. O ladrãozinho sorrateiro foi ganancioso e usou uma adaga, sem cuidado, para ajudar a tirar a armadura de Kics. Um escorregão com a adaga e Kics acordou de sua morte ilusória. De frente para o atacante desonroso, o ataque da espada do guerreiro não deixou dúvidas do seu poderio e matou o pequenino assassino em poucos golpes.

Agora estavam sozinhos, Kics e o mago - que a essa altura dos acontecimentos já desconfiavam que era Etilaw. Disseram que Kics usou uma tática sábia,  mas eu já prefiro pensar que foi sortudo. Ele resistiu aos ataques de Etilaw até que seu poder arcano acabasse. Antes que acabasse as magias, Etilaw tentou como pôde: criou várias cópias de si, mudou o chão, criou nuvem no ambiente. Maskics resistiu. E quando o mago se viu uma criatura desprovida de poderes, ele pegou uma caixa ornamentada que gusrdava no fundo da sala e tentou fugir. O guerreiro qeu ainda estava de pé aproveitou para usar sua espada de todas as formas possíveis e imagináveis.
  
Etilaw, o mago ilusinista, caiu morto no chão frio da sala em sua forma original: encapuzado e em roupa de gala. Kics ao verificar o qeu havia na caixa, encontrou o temido "Baralho das ilusões". Ao abrir a caixa onde estava guardado o artefato, Kics sentiu como se uma força maior pedisse para ele tomr conta do baralho, como se fosse seu protetor. Com o mago ele ainda achou um medalhão com úm grande símbolo, semelhante ao encontrado nas cartas. Provavelmente algo relacionado a ilusões também.

Depois de ajudar seus amigos, Kics voltou até o acampamento dos magos conjuradores.

Ao ser questionado sobre o baralho, o guerreiro entregou a caixa vazia e disse que foi tudo o que encontrara com  Etilaw. Alguns dos conjuradores acreditaram, mas a maioria achou muito estranha essa versão da história. Sobretudo quando Legolas tentou ajudar e deu sinais evidentes que estava mentindo.

Como todos estavam cansados e machucados, os conjuradores ofereceram pouso e comida em seu acampamento. O trio aceitou com um pouco de receio, mas como estavam muito machucados, não estavam em condições de negar ajuda.

E fim. Foi atpe aqui que alguns mercadores me contaram. Não sei bem o que vai acontecer mas tenho meus palpites. Em todo caso, teremos que esperar. Até as novidades chegarem, vamos aproveitar!!!

0 Blá blá blá!:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes