segunda-feira, 20 de junho de 2011

Acordando num novo mundo.

*O Texto abaixo contém spoilers do livro Bento de André Vianco.


Olá, sei que está confuso, muito tempo dormindo. Preciso te explicar algumas coisas, do porquê estar aqui, por exemplo. Mantenha a calma e me escute até o fim.


Pense num mundo onde tudo que você conhece não existe. Certo, certo, tudo é um exagero, entretanto, as coisas não são mais como você deve lembrar. O que é normal, logo a memória volta.

Tudo mudou após a noite maldita.



Um dia, como qualquer outro, o planeta seguia seu rumo. Na hora de dormir, cada um fez seu rito antes de descansar, escovou os dentes, rezou, leu um história de ninar, fez amor com o amado ou simplesmente ficou na frente da TV.

Mas muitos dos que dormiram não acordaram. Como um passe de mágica um número desconhecido de humanos não retornou do mundo dos sonhos.

Aqueles que ficaram acordados viveram um inferno, metade da população sofria de uma doença nova e acabavam morrendo, só para depois se transformarem no que conhecemos como vampiros, isso mesmo, vampiros! Saídos do livros de Anne Rice e Bram Stoker, amigos começaram a caçar amigos pelo sangue quente das veias. Pais mataram filhos pela fome que invade as bestas da noite.

As cidades tornaram-se covis e os humanos tiveram que fugir para regiões mais afastadas, criando novas comunidades fortificadas.

Centrais de telefonia, de energia e aeroportos foram destruídos pela nova raça a ocupar o topo da cadeia alimentar. O mundo online voltava à época das trevas.

Humanos tiveram que aprender a viver num mundo onde eram perseguídos e não tinham acesso à maioria das comodidades, além de se preocupar em recuperar os que dormiam, pois esses são usados de estoque para os sanguessugas.

Claro que seria impossível manter tantas pessoas vivas, mas um dos outros efeitos após a noite maldita é que quem vive no mundo do sonho não morre, fora por falta de oxigênio, a carne fica magra e a pele cola no osso, mas eles vivem, aparentemente, para sempre. Os locais usados para estocá-los pelos caçadores noturnos são conhecidos como Rios de Sangue,.

Alguns, como você, acordam e logo recuperam a força de antes ou ficam até melhor. Nesse novo mundo os humanos não sofrem com doenças, Câncer, Alzheimer e Aids não são problemas. Só por ferimentos e a idade avançada se morre hoje em dia.

A guerra entre mortais e imortais segue. A vantagem ainda é dos filhos da noite, em maior número, com sentidos e capacidade muito acima do padrões humanos.

Porém, uma raça que dominou o planeta por milhares de anos não sucumbiria facilmente. Além de criarem grande centros para manter os que dormem protegidos, suas fortificações estão sempre melhorando para impedir as invasões. Aprenderam algumas fraquezas dos vampiros, como a prata.

E ganharam uma nova força extra, algumas pessoas acordaram com a habilidade especial de caçar os vampiros, envoltos em armaduras prateadas e portando espadas do mesmo material, são chamados de Bentos. Só param de lutar quando todos os vampiros perto estão destruídos. Mas isso ainda é pouco, pois não existem nem 20 Bentos no Brasil inteiro.

Será que você é um Bento? Acho que não....

Há muitas coisas novas nesse mundo, um “Nossa!” atrás de outro. Mas agora não posso falar mais nada. Estou quase perdendo o controle. Peço desculpas porque não vou contar mais nada, minha mãe me ensinou a não brincar com a comida, por isso matei ela rápido, mas não perdi essa mania... de brincar com a comida.

Agora, chega de conversa gado, me dê seu sangue!

Rafael de Alcântara Rodrigues. Vampiro transformado na noite maldita.

------------------------------------------------------------------------------------

Esse texto é parte de umas da minhas idéias de adaptação. Nesse caso eu queria usar o ambiente do livro Bento, do André Vianco, e criar regras para que jogadores sentissem na pele o que é viver como os guerreiros santos, os sobreviventes ou os malditos chupadores de sangue nesse novo mundo que é apresentado. Mas como nem tudo é “O-”, meu tempo anda corrido. Por enquanto vou escrever uns contos das várias visões desse universo para criar uma base mais forte, além de ser essa forma que encontrei de agradecer ao Vianco por obras fantásticas. Espero que vocês gostem.

Lembrando que esse post é só para mostrar meu trabalho, não visa qualquer retorno financeiro. Os direitos da obra pertencem ao André Vianco.

17 Blá blá blá!:

Hernesto MV disse...

Na verdade nunca li o Vianco, mas essa idéia do conto ficou legal (menos a parte da prata, tenho horror dessa mania "moderna" de deixar vampiros fracos contra prata, pra mim prata é contra lobisomem, obrigado, hehe)

Ragabashiel disse...

É isso ai cara, parábens!!! Escrevendo cada vez melhor! Gostei muito da idéia e do cenário!

Igor disse...

fora a parte dos "bentos", ta bem legal.
Tava com saudade de ler algo "assim" (se é que me entendem) aqui no blog

Desentendido disse...

Não entendi.... se explique!

Suelen Lopes disse...

O maior mérito de um escritor, não é fazer com que um juvenil leitor entre em discórdia, mas sim fazer com que se perca em sua história numa determinada viagem onde se pegue sentindo a dor, sentindo a fome, e a adrenalina de ter que correr de uma bala de prata. Ler, não pode ser apenas um hábito de exercitar a mente, mas sim de explora-la ao maximo como um grande escritor. Parabéns!!!!Suelen

Igor disse...

Qualidade.
sou pessimo na construção de frases com palavras gentís.

Paulo disse...

Ótimo texto parabéns Urbano.
Realmente Igor você tem problemas para elogiar, mas para reclamar... rsrsrsrs

Lezard Valent disse...

Obrigado pessoal pelos comentários.

Igor, porque tu não gosto dos Bentos?

abs

Dragões do sol Negro disse...

Pelo que entendi os Bentos são a força de resistência humana? Ou um bando de Boiolinhas usando armaduras prateadas?

Lezard Valent disse...

Os bentos são humanos que acordam com capacidades especiais de matar vampiros, facilmente um bento mata 100 sugadores de sangue. Farei um conto sobre eles para vocês ou podem ir ler o livro BENTO do Andre Vianco..

Igor disse...

@paulo
cara, me esquece...

@Lezard
por que EU não gostei:

Eles são o ponto fraco do enredo, ao meu ver. Um cenário que tinha tudo pra se tornar um "survivor-horror", tem uma classe overpower of anal purification que tira aqueles ares de sufoco e terror em qualquer campanha que envolva seres sobrenaturais.

Nada contra classes que oferençam resistencia em potencial, mas pra que mais do que algum caçador que ofereça um "fogo contra fogo"?

Esse nome (BENTO) o apresenta como se fosse um arcanjo demolidor de buticos vampiricos que ninguem para.

respondido? rs

Dragões do sol Negro disse...

hauahuaha
Igor nesse ponto eu discordo, mesmo nas mesas mais terríveis é preciso saber que não está lutando sozinho e que existe a contra medida tão poderosa ou mais que o inimigo.
Até para que os jogadores saibam até onde é o limite dele e até onde ele pode chegar.
Todo mundo que joga bola quer ser o Ronaldo, Pelé, ou outro jogador fodonico.
Mas ainda tá no começo essa foi a primeira publicação do Mestre Urbano nesse sentido, vamos ver oque virá pela frente, pois pela resposta mesmo que no brasil tenha 20 Bentos e cada um mate 100 vampiros pela descrição é pouco vampiro morto. HEHEHEHE
Mas a sua idéia também é boa.

Igor disse...

po Fino! Armadura prateada!

Dragões do sol Negro disse...

É essa pegou um pouco hauahuahauahuaha

Lezard Valent disse...

Amigos pensem nos Bentos no visual de São Jorge. Considerando que prata não dar em árvore, uma armadura é melhor que balas, que quando são usadas pelos humanos normais ficam misturada com balas comuns ou na mão de snipers.
O que o Fernando disse é verdade. 1/3 da população do mundo virou vampiro. E, fora na história do Bento quando a coisa começa a ficar boa pro mortais, nunca ouve mais de 29 Bentos vivos ao mesmo tempo.
Ainda é um cenário survivor. Se a sua fortificação não tiver um bento, as noites não são fáceis. Isso que nem falei das torres avançadas huahuahuahu

Como disse para um amigo meu, se não gostam de prata, posso fazer os vampiros brilharem no sol, no próximo texto hehehe

Obrigado de novo pelos comennts.

abs

Cristiano Lagame disse...

Parabéns Mestre! Achei muito interessante, acho que dá uma ótima adaptação, seria usado qual sistema de regras?

Mestre Urbano(Lezard Valent) disse...

Acho que até D&D ficariam bacana, já que é bem over power

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes