terça-feira, 17 de maio de 2011

Em busca do fruto da vida - Parte7



Homens, se reúnam aqui! Tenho mais notícias daqueles bravos guerreiros.


E sobre sua oferta da cerveja nobre cavaleiro, eu aceito - e te digo que o pequeno ladino resolveu achar que cão celestial é montaria ... mas caiu do cachorro, com o perdão do trocadilho. É.. eu sei... meio tolo esse ladrão!
Mas voltando à notícias frescas. Soube que os heróis, depois de derrotar o chefe goblin, ainda aterrorizaram a cidadela goblin. Mas como mais ninguém oferecia perigo, decidiram descer pelo grande fosso que havia na sala do chefe.

Descendo o fosso, o bárbaro Ragnak se encarregou de destruir alguns pequenos inimigos que estavam por ali. Os primeiros aposentos que encontraram não passavam de ruínas de desmoronamento e uma espécie de "casa" dos goblins que residiam na parte debaixo. encontraram a cozinha, quartos e até mesmo um tipo de enfermaria com um rato gigante acorrentado. Ele tinha feridas e parecia estar sendo curado, até ser dividido em dois pelo machado de Ragnak.

Logo encontraram uma encruzilhada. Para explorar melhor o lugar, os heróis se dividiram e três grupos. Éééé minha gente, também fiz essa cara... guerreiros machucados e divididos são sempre um bom alvo. Enfim... no final de um dos lados tomados, os guerreiros encontraram uma sala com paredes de rocha cheia de buracos.. buracos como pequenos túneis. Curioso o anão Kullat foi investigar. Mal sabia que um verme gigantesco estava o primeiro que chegasse perto para atacar. O verme é do tipo que chamamos de Thoqqua.

Rapidamente esse Thoqqua colocou no chão o anão guerreiro e o ranger. O feiticeiro, mais que rapidamente saiu para pedir ajuda para os outros. Com todos reunidos na sala, com alguma dificuldade o Thoqqua morreu. 

Ragnak, ao chutar o bicho morto, sentir que poderia haver algo dentro dele. Com sua adaga ele rasgou o animal e encontrou algumas safiras.

É... eu já tinha ouvido falar, e parece que é verdade. Esse bicho pode se alimentar de minérios podem ter dentro de si algumas preciosidades.

Enfim... pelo que ouvi dizer, eles mataram o Thoqqua e logo depois, em outra direção da encruzilhada, encontraram uma outra sala: dessa vez com um púlpito em forma de dragão segurando dois frascos e uma bandeja vazia em sua cabeça. Como tentativa desesperada de trazer seus companheiros de volta à vida, os aventureiros deram o conteúdos dos frascos para os moribundos. A sorte estava do lado deles e pouco a pouco eles retomaram a consciência.

Depois de caminharem até o ultimo lado da encruzilhada, encontraram um grande corredor com algumas portas fechadas. Na ânsia de descobrir o que havia atrás das portas os heróis entraram sem medo, e encontraram outro Thoqqua.

Novamente a batalha foi sangrenta e cruel, mas terminou como a outra: com a morte do verme.

Numa outra sala, encontraram um ambiente semelhante: paredes rochosas com pequenos túneis e decidiram não arriscar. Na última porta do corredor encontraram um Bugbear limpando a sala de algumas plantas queimadas. Embora havia túneis de Thoqqua nas paredes, agora era mais escasso.

Com esperança que o Bugbear fosse amistoso os heróis entraram na sala tentando um diálogo.

Justamente isso meu companheiro: que tipo de herói invade o castelo do inimigo e vai conversar na paz? Resultado: o mostro atacou como pode os invasores. Entretanto o menor número lhe foi desfavorável e não demorou a perecer.

Em outra porta desse ambiente, os guerreiros encontraram uma grande estátua de um dragão vermelho e uma espécie de gema gigante no chão em baixo-relevo, como um tapete. Rapidamente o feiticeiro detectou magias presente tanto na gema como na estátua. O ladino Shadow, com sua astúcia (ou falta dela) identificou alguns dizeres dracônicos em volta da gema, subiu nela e recitou os dizeres em voz alta.
Uma baforada espectral saiu da boca da estátua do dragão e cobriu o ladino. Não se sabe ao certo o que isso lhe trouxe de benefício ou malefício. Aliás, de malefício sabe-se sim! Um guardião do segredo revelou-se das sombras.

Embora o ser sombrio tenha conseguido desferir alguns golpes, assim que todos chegaram ele não resistiu muito. Ééé... pelo que dizem esse pessoal não está deixando sobreviventes.

Após destruir a criatura sombria, os aventureiros encontraram uma escada que desce para um túnel. Túnel esse que passa por baixo da sala onde estava o Bugbear. Preocupados com possíveis armadilhas, os rapazes não viram os buracos que havia no teto do túnel. Quando o ranger percebeu já era tarde, outro Thoqqua surgiu. Os bárbaros Nikke e Ragnak correram, numa espécie de aposta para ver quem mataria primeiro, até o verme. Com golpes precisos a criatura morreu logo, com o golpe de misericórdia do Ranger.

Do outro lado do túnel, subindo de novo para o pavimento superior, encontraram uma biblioteca antiga, toda destruídas e com sinais de um pequeno incêndio. Como não encontraram nada de útil saíram dali. Me pergunto: como um feiticeiro e um clérigo pode não achar nada de interessante numa biblioteca? Sei lá.. eles que estavam lá... falar de fora é fácil!!!

Numa sala ao lado encontraram uma porta bem fechada, que embora o ladino não tenha demorado a abrir, ele percebeu que a tranca era bem diferente das outras. Dentro da sala, uma grande bagunça. prateleiras, pergaminhos em branco, pergaminhos escritos, livros, velas, etc.

Shadow, como foi o primeiro a entrar na sala, já providenciou de pegar para si um livro todo em dracônico intitulado Tesouro dos Senhores do Fogo. Além disso encontrou algumas magias em pergaminhos que deixou para o clérigo e feiticeiro da trupe.

É minha gente, por hoje é só... assim que tiver novidades eu aviso!!!

Enquanto isso, vamos nos divertir!!!! Traga mais bebida Tarug!

9 Blá blá blá!:

Ragnak disse...

Lol ragnak cirugiao xD

Kics disse...

Uma hora eu apareço.

Willian disse...

Noossa que foda bem loko a galera ai meu!!

Kics disse...

Fino você vão postar alguma foto do world RPG??

Dragões do sol Negro disse...

Rapaz essa é uma idéia legal.
mas eu não levei maquina não !?!

Dragões do sol Negro disse...

E ai vocês não vão querer camisetas tbm não ??
Confere ai no Link:
http://dragoesdosolnegro.blogspot.com/2011/04/camiseta-2011-dos-dragoes-do-sol-negro.html

Ragnak disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ragnak disse...

Fino voce bem q pedia ir algum dia la mestra pra galera

Dragões do sol Negro disse...

Pessoal eu sou muito afim de ir lá mestrar pra vocês mas é que até agora não bateu os horários que eu posso com o que vocês podem.

Mas vou ver se consigo.

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes