quarta-feira, 27 de abril de 2011

Parte 5 – AJUDA INESPERADA


Após serem salvos por Pandora, que trouxe a
criança em segurança, os aventureiros procuraram um lugar para descansar... não foi muito difícil encontrar, pois agora a população estava satisfeita com o feito e, mais uma vez, voltou a apoiá-los. Embora alguns ainda estivessem desconfiados sobre a atuação desses aventureiros, eles eram bem recebidos na maioria dos lares da cidade, onde tiveram sua fome saciada e encontraram um lugar para descansar.

Porém Alistar sabia que os feitos daquela noite não eram dignos de festa, pois eles se aproveitaram da coragem e da bondade de Pandora para levarem a fama... embora tivessem fugido da floresta covardemente, deixando Pandora pra trás, não contestaram o que ela disse quando chegou à vila e nem assumiram a sua covardia.

Nas primeiras horas da manhã, foram acordados por soldados reais que traziam a mensagem que o Rei queria vê-los. Pandora foi a primeira a se levantar e assustou-se quando os soldados a impediram:

- Não você, Pandora! – bradou um deles – O Rei quer ter uma conversa com eles, não você...

- Mas eu sou parte da equipe, se o Rei deseja vê-los, eu devo estar junto! – disse Pandora encaminhando-se para a porta.

Dois soldados então bloquearam o caminho de Pandora, cruzando suas lanças sobre seu corpo:

- Não você, Pandora! – repetiu o soldado – Você deve aproveitar o seu tempo da forma que quiser, menos na presença do Rei...

- Escute o soldado – disse Homer – se o Rei quer somente a nós, é a nós que ele terá!

Pandora então afastou as lanças de seu peito e saiu pela porta dizendo:

- Encontrem-me no centro da vila...

Os demais foram então encaminhados para o castelo onde Alistar, junto com Lord Seamorn, esperavam-nos:
- Sejam bem vindos à minha presença, nobres aventureiros...

- Vida Longa ao Rei Alistar! – Bradou Thallys – e então se colocaram de joelhos

- O motivo que vos trago a minha presença não é nem um pouco nobre. – começou Alistar – estão aqui porque por mais que tenham sido aclamados pela população, eu sei o que vocês fizeram... eu sei como fugiram covardemente...

Horus tentou interromper o rei e se justificar, porém o rei aumentou o seu tom de voz:

- Vocês são uma equipe, UMA EQUIPE, e o que eu quero de vocês é que sejam corajosos, que enfrentem tudo o que vier pela frente juntos, JUNTOS, entenderam? Se for para morrer, que morram com dignidade pois uma verdadeira equipe não deixa membros para trás e vocês já deixaram 2 de vocês....

- Temos cometido muitos erros, majestade! – disse Califos – Tenho desonrado minha raça com a minha covardia e cometido atos que não são dignos dos ensinamentos de Moradin, sei que não sou digno de piedade, mas quero uma chance para poder provar que posso mandar aqueles demônios de volta de onde vieram...

- Vocês terão – complementou Alistar – existe uma vila ao sul daqui chamada Litória Nova, um fenômeno estranho vêm acontecendo lá... algumas pessoas estão aparecendo mortas, sem nenhuma marca de assassinato... eu quero que vocês averiguem o fato e que tragam-me notícias sobre tais eventos...
- Alguma pista majestade? – Interrompeu Kleros

- Nenhuma! Ninguém nem imagina o que pode estar acontecendo. – concluiu Alistar – Porém eu quero que vocês trabalhem em equipe, que possam ser conhecidos como a minha equipe... não quero que Pandora tenha que resolver tudo sozinha novamente e, se isso acontecer novamente, eu juro por todos os deuses que irei castigá-los da pior forma possível...

- E nós juramos por nossas vidas que iremos resolver o problema! – disse Sulivan, observando o olhar desconfiado dos outros integrantes...

- Agora vão e forneçam o melhor de vocês... – encerrou Alistar.

Ao sair do palácio, encontraram Pandora ansiosa por saber o que tinha acontecido. Após explicarem sobre as orientações do Rei, rumaram no sentido sul de Calisto, rumo a Litória Nova. No meio do caminho avistaram dois viajantes que se apresentaram como sendo pescadores: Rogério Águas e (Matheus). Embora sem conhecer suas motivações, logo foram contando o que estava acontecendo e porque estavam rumando para Litória Nova. Durante as apresentações, Rogério Águas não pode deixar de notar a beleza de Pandora e o símbolo de Ehlonna que ela carregava em seu peito:

- E você, doce donzela? Vejo que és a mais bela de todas e que carrega consigo o símbolo sagrado de Ehlonna...

- Um conhecedor de símbolos hein? Não me parece um simples pescador... meu nome é Pandora e sou seguidora de Ehlonna...


Rogério Águas então empalideceu... durante suas viagens ele já ouvira falar muito sobre Pandora, mas no momento preferiu guardar sua emoção para si mesmo, quem sabe mais tarde poderia expressá-la... Os dois viajantes se ofereceram para ajudá-los na sua missão... já que era uma missão concedida por um rei, com certeza haveria vantagens em se participar dela. Instantaneamente foram aceitos na equipe e continuaram rumando para sul... ao se aproximarem de Litória Nova, perceberam um pequeno agito na vila... encontraram então outra vítima, que teve sua alma drenada, sem marcas aparentes. 

Ao se apresentarem como enviados do Rei Alistar, obtiveram algumas informações  sobre a geografia do local, inclusive sobre uma caverna nas proximidades da vila.

Resolveram então verificar a caverna e, neste ponto, o drama recomeçou... novamente se dividiram... um grupo foi verificar a caverna enquanto outro, liderado pelo Ranger, resolveu dar uma volta pela mata até chegar à caverna... a união, tanto pedida por Alistar, foi momentaneamente desfeita... momentaneamente, pois Rogério Águas, ao avistar um vulto no caminho, pediu para que Pandora avisasse os outros para correrem para a caverna... e lá se reencontraram... Ao entrarem na caverna, Dread preparou uma armadilha para que não fossem surpreendidos pelas costas e, graças a essa armadilha, puderam se preparar para a batalha. Quando estavam em uma câmara da caverna, que cheirava carniça, a armadilha disparou e logo em seguida uma escuridão tomou conta do local. Califos, Kleros e Homer foram tomados por um medo profundo e ficaram paralisados enquanto os outros trataram de se esconder rapidamente. 

A única coisa que conseguiam enxergar eram dois olhos brilhantes rondando a câmara... como se possuído por uma onda de coragem, Rogério Águas pulou na frente do vulto e começou a dançar, tentando atrair o vulto que respondeu com um tapa que quase arrancou a mão do pescador dançarino... essa foi a motivação que precisavam... todos correram em direção ao vulto, desferindo golpes no escuro, acertando o vulto, os companheiros, as rochas e o nada... em um desses ataques, Horus acertou uma flecha certeira em Kleros que, recebendo outro golpe do vulto, caiu desfalecido.

 A batalha encaminhava-se para a morte de todos e isso ocorreria se Pandora não tivesse intercedido e com um ataque certeiro, ter derrubado o vulto e dissipado a escuridão. Todos começaram a falar ao mesmo tempo e então se dirigiram ao corpo, já sem alma, de Kleros... Pandora e Homer oraram pedindo cura... mas a alma de Kleros já estava em companhia de Moradin... o silêncio tomou conta da caverna, apenas o barulho do vento era ouvido, algumas lágrimas rolaram de alguns rostos, mas a vontade dos deuses tinha sido feita... não havia nada mais que podiam fazer a não ser dar um enterro digno a Kleros... no meio da confusão nem puderam perceber que Rogério Águas e Dread haviam desaparecido, da mesma forma como apareceram... uma mistura de alegria e tristeza tomava conta deles, que agora deveriam enterrar um amigo e levar notícias para Litória Nova e para Alistar... as dificuldades estavam apenas começando...

19 Blá blá blá!:

kettely Thallys disse...

hei Pandora de novo!
Que sorte acho que vou começar
utilizar seus dados.
Hei professor por que não vimos
a saida do professor Matheus
lembro de falar disso na minha
história.
Ele deu o fora antes do bicho morre.

Rafael disse...

pois é um a menos HASHAHSAHSHASHHSHA
sentiremos sua falta cleros

Rafael disse...

kleros erro de escrita desculpe AHSHASHASHASHAS

Willian disse...

è agora que matamos o bixo temos que achar os seus filhotes ou pais!!
Tambem um bixo tao xitado!!
uhsauhasuh
Ferro!!!

DRED disse...

Vocês não me viram sair porque usei as artes ladinas intituladas "combate-pra-que-quero-dinheiro-no-bolso"

#sourápido

Rafael / Kirog. disse...

To atévendo que na continuação vai ter filho desse bixo a lots,sério.. to até vendo mais 1 morto.. falando nisso,Bye Kleros,sentiremos sua falta.

Rafael / Kirog. disse...

sera q a ajuda dos professores vao ser constantes? '-' mais pensando bem,com menos.. da mais emoção kkk

Rafael / Kirog. disse...

vendo os comentarios de outras historias cheguei a comclusão q isso é apenas histrias onde professores são os mestres e os aluno players,certo? '-'

Rafael / Kirog. disse...

conclusão*

kettely disse...

nem de idéia ja estamos
muito bem maismalhor nesse
momento não é necessario.
A valeu por explicar por que naum
vimos sua saida Profº

kettely disse...

Desculpa os erros
é que eu naum
sei apagar os
comentários

Dragões do sol Negro disse...

Para apagar é só clicar na lixeira que fica logo após a data e a hora. Mas para isso você precisa ser cadastrado.
Para se cadastrado é só criar uma conta no google.

Juliana Senegaglia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Senegaglia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
bruno disse...

finalmente conheci a quem tanto falamm ... PANDORA...

by: Sulivan

Very disse...

sinto mto ter contribuído com a morte de Kleros :s

Sentirei a sua falta e minímo que posso fazer é junto com Califos te dar um enterro digno

by: Horus

Juliana Senegaglia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruno-Ricmon disse...

Kleros foi o primeiro mas não será o último.

Rafael / Kirog. disse...

Bela frase aisjaisjaijssa

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes