terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A hora do rato Parte VI

A hora do rato:




Parte VI
Os pingos de chuva começaram a cair mais grossos, molhavam um corpo revestido com um vestido de seda, que somente se mexia quando o vento batia nele, uma profissional da vida esquecida em um canto e dois homens que esparramavam, lama e água conforme se mexiam.

Torak levanta-se enquanto seu primo prepara-se para um golpe em sua cabeça e o guerreiro sente a maça de seu primo em seus longos fios de cabelos negros, mas todo o treinamento que levou Torak a conseguir o titulo warlord não fora em vão.

Ele gira seu corpo para a direita evitando o golpe do clérigo e se prepara para revidar, segurando sua espada com a mão direita na altura de sua cintura ele murmura uma série de palavras:

“Unthar flarium, Gathyena Vorigum Firagor”

Sua espada rubra começa a emitir um chio baixo, cada pingo de chuva que toca nela vira instantaneamente vapor o chiar de metal aquecido é reconhecível e em pouco tempo a espada de lamina rubra passa a ter uma aura em sua volta uma aura que reluzia como uma chama de uma fornalha, mas provavelmente de onde veio essa chama, nenhuma mão humana pelo menos deve ter alimentado essa fornalha.

Worthan olha para a espada de seu primo e todo seus estudos na igreja parecem ter saídos dos livros e estarem a sua frente agora, “Gathyena Vogarium Firagor”, a espada feita com a escencia do deus da coragem, justiça e da guerra, a espada perdida do herói Dorgon Marim’Ham estava a sua frente, a coração de Firagor, a espada que liderou a resistência contra o primeiro Rax, mago e rei élfico estava ali bem na sua frente.

Torak ergue a espada e parte para cima de seu primo, embora a lamina mal passe perto de seu peito ele sente a chama mágica da lamina queimar seu peito e solta um grito de dor.

Torak agora brinca claramente com seu adversário, uma arma mágica daquelas era tudo que um adversário não gostaria de encontrar.

O guerreiro golpeia a esmo sem acertar, mas causando dor extrema ao seu adversário fazendo com que o ar se encha com um cheiro rançoso de carne humana queimada, Torak em seu sadismo mal contem seus risos, mas ele parará antes de matar o primo afinal ele pode ser útil se for poupado.

Ao olhar para a figura no chão que se contorce em queimaduras Torak ri, pois identifica que o clérigo murmura uma prece:

“Notieva Goldamar aletutilis Rodiietach...”

“Pedindo proteção dos deuses priminho?” escorneia Torak “Se eles lhe mandarem uma espada mágica quem sabe Firagor deixa seu trono de fogo e vem lutar por você...”

O guerreiro para de falar e se não fosse a chuva ele continuaria molhado pois seu primo agora repete varias vezes o mesmo nome durante a oração.

“Notieva Goldamar aletutilis Rodiietach DOLCAN”.

A menção desse nome Torak estaca, a “Coração de Firagor” vacila em sua mão, o vento rodopia volta do corpo caído de Worthan...

“Seu imbecil... seu GRANDE, GIGANTESCO IMBECIL...”

Gritava a plenos pulmões Torak, sobre a os trovões e raios que agora ecoavam por toda a extensão da planície onde a cidade de Brascol se estendia.

“Seu MERDA, IDIOTA, FILHO DE UMA VADIA COM CORRIMENTO...”

Continuava Torak, mas Worthan não ouvia nada, pois quem invoca o poder do deus da vingança Dolcan nada mais escuta, a não ser a realização de seus desejos mais negros, a um custo pequeno, a sanidade mental do ser.

Claro que isso é lenda para colocar crianças para dormir assustadas, pois essas palavras já foram proferidas muitas e muitas vezes por homens e Dolcan nunca atendeu.

Dizem que para ele atender, é preciso estar passando por uma grande dor e um desejo de destruir tudo que já lhe causou dor, de desistir da vida do céu e da alma...

Em algum lugar em uma terra esquecida uma montanha treme ao som de raios e trovões e uma risada inumana ressoa por essa planície...

E a chuva agora cai intensamente...


A todos um Feliz Natal e até depois do Natal!

1 Blá blá blá!:

Igor disse...

Curto seu novo modelo de escrita Camus
A história eu ja conheço, mas vale a pena ler novamente =)

abraço!

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes