terça-feira, 23 de novembro de 2010

A hora do rato, Parte IV

A hora do rato:


Parte IV

Os movimentos rítmicos feito pelo corpo de Worthan e o barulho da chuva que agora bate na janela, lhe remetem novamente ao momento em que ele a viu na chuva, caída com uma faca no abdômen.

Ao longe Eva escuta os passos de duas pessoas, ela logo distingue as passadas rápidas e nervosas de Ian, mas não consegue ver até notar um dos símbolos do deus sol a tilintar no pescoço de um homem que ela conhece tão bem e uma única palavra escapa de seus lábios...

Icabot....

Worthen para ao reconhecer a pessoa que esta esfaqueada a sua frente, suas mãos fecham e abrem repetidamente, tentando encontrar forças, Eva Marim’ham esta a sua frente tão linda quando ele se lembrava...

Worthen abandona a prudência e duvidas e corre até a mulher que ele ama, retira a faca e começa a curá-la, ele sente os braços dela passando por seu ombro... então ele escuta um nome...

Icabot...

Uma fúria cega se apodera de Worthen, ele pega a faca e faz com que entre no corpo de Eva... Uma, duas, três, quatro... vinte e seis vezes...

No inicio dos golpes ela arregala os olhos e finalmente com a névoa dissipada ela vê seu antigo amigo Worthen e num relance abre um sorriso que é destruidor para ele que dói mais que todas as legiões de todos os infernos juntos ela dispara algo que ele não espera ...

“Eu te Perdôo”

Ian que fora buscar uma proteção contra a chuva, nota o clérigo com a faca acima da cabeça... ele corre como se o diabo estivesse atrás dele.

Chegando ao seu estábulo fedido, ele se esconde embaixo de um monte de feno e agradece aos deuses o fato dos nobres e clérigos nunca olharem a face da ralé, mas chora pela bela princesa, porem o que fazer? Afinal quem acreditaria que um cuidador de estábulos viu o clérigo mor da cidade matar a princesa herdeira?

Em sua cama suja Ian chora, talvez ele se espanta se em ver as mesmas lagrimas no rosto de um certo clérigo que ele julgava tão diferente de si, agarrado a um cadáver na chuva como quem se agarra ao ultimo suspiro de esperança.

Um grito percorrre a noite, parece a de um homem que teve sua alma assasinada, você não esta muito longe da verdade...

Por hoje é só pessoal abraços a vocês! O proximo agora é dia 07 de dezembro, até lá e não esqueçam de comentar o que estão achando.

2 Blá blá blá!:

Matheus disse...

Não é bem aqui que eu deveria falar isso.... mas o banner novo ficou muito bom!!! =D

Dragões do sol Negro disse...

Obrigado, mas e o conto?
Eu gostei e você?

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes