domingo, 31 de outubro de 2010

aos Dragões do Sol Negro


Pati

Jogar na Casa dos Dragões (conhecida também como Taverna do Fino, mas só pra quem já jogou lá, hehe) é uma oportunidade e tanto. Um dia o Chico me disse, quando eu pedi pra ele o endereço da Taverna pra ir lá na próxima sessão, mais ou menos as seguintes palavras: "Ir jogar com o pessoal na Taverna do Fino não é como ir jogar em qualquer lugar. Não é qualquer um que pode, você tem que ser convidado e, não só isso, você tem que ir com quem te convidou. Senão vira zona."

Mesmo sendo um local assim exclusivo, uma foto-montagem com corpos semelhantes aos dos personagens e com o rosto dos donos dos personagens indica que muitas pessoas já passaram pela mesa. Anos e anos, de acordo com jogadores, já se passaram tanto na história que é narrada quanto na vida real das pessoas que jogam na Casa dos Dragões. Eu mesma, a primeira vez, fui jogar em 2007 pela primeira vez com o pessoal.

Não posso dizer que fui assídua, longe disso, acho que eu sou uma das pessoas mais raras de se ver na mesa. Mas posso dizer que aprendi muita coisa, não apenas sobre RPG, e me diverti muito nesse tempo.

Eu também narro RPG. Comecei faz 2 anos e meio e viciei. Muita coisa que vi tanto no blog Casa dos Dragões quanto ao vivo na mesa eu adaptei e apliquei nos games que eu narrei. Rola ali um aprendizado mútuo, uma troca de idéias e experiências. Quem é novo na brincadeira aprende com quem tem anos de experiência e vice versa. Sempre há espaço pra novas idéias e uma excelente camaradagem, coisa que eu tento trazer pra todas as mesas de RPG das quais eu participo.

O blog Casa dos Dragões foi, inclusive, a inspiração pra eu mesma fazer um blog pra minha mesa, manter um acervo de contos e ainda espero ter o mesmo empenho em manter um relato de cada sessão que passar, como os contos do Bardo Cego.

Se eu puder dar só um conselho hoje, eu diria pra conferir os artigos e outras postagens lá, vale muito a pena. Não tem só contos e textos, mas também tem alterações pra classes e informação que você pode usar pra jogar em outras mesas, tudo muito pensado e avaliado, afinal, mais de dez anos de experiência (de acordo com o Chico mais de vinte...) com certeza serviram de muito aprendizado.

Patricia M. Valduga, mestre das mesas "The Wintertouched", "Insanity Scream" e jogadora terrivelmente não-assídua da Casa dos Dragões do Sol Negro. (Achou que eu não ia lembrar o nome completo? ;x)

1 Blá blá blá!:

Dragões do sol Negro disse...

Eu que agradeço e fico lisonjeado de saber que nós fomos inspiração para você fazer o seu Blog e já aproveito e digo que estamos a disposição para ajuda-la e mesmo para publicar material seu no nosso blog.

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes