quarta-feira, 12 de maio de 2010

Fogueira IX



Pessoal a muito tempo eu escrevi em um forum e o pessoal ajudava continuando a história e aqui esta o texto desse pessoal. (caso vc encontre o seu texto aqui e não deseje que ele permaneça aqui é só disser e eu retiro, pois não tem como eu achar os escritores uma vez que eles usaram nick names no forum.)


Lady Anne

Um barulho fez-se ouvir. Alguns galhos balançam. Os olhares voltam-se pra direção dos ruídos.

_ Quem está aí? - Um deles pergunta.

Manteve-se o silêncio. Alguns já se preparavam para um ataque surpresa. Dois olhos são vistos por causa do reflexo da lua. Ficaram todos apreensicos.

_ Não há necessidade de armas. - uma voz feminina.

_ Quem é você?

_ Quem tanto pergunta?

A dona da voz vem se revelando.

_ Sou Ágatha. Vivo não muito longe daqui. Vi a claridade da fogueira e ouvi vozes.

_ A quanto tempo está aí?

_ O suficiente para ter ouvido algumas histórias.

Ela tinha os cabelos negros, lisos. De comprimento médio. Olhos azuis. Pele branca. Tinha uma cicatriz que partia do olho direito e terminava próximo ao seu lábio, mas isso não a deixava menos bela. Estava envolvida por um sobretudo também negro. Tinha aproximadamente 1,65 de altura.

Olhava todos atentamente.

_ Muito bons guerreiros aqui, acredito que por isso não estam com medo dessas terras.

_ E por que deveríamos estar com medo?

Ela baixa a cabeça e sorri.

_ Em meio essas tantas histórias, não há um que conheça os espíritos dessa floresta?



Fallen



Sinto muito senhora mas não conheço não e me interesso muito por histórias poderia talvez conta-la ? E saciar minha curiosidade? Diz uma figura pequena com varias batatas na boca.



Lady ane



Ela ri, balançando a cabeça negativamente.

_ Realmente, estou admirada por não saberem de tais histórias. Há muitos anos, essas terras eram protegidas. Nenhum mal acontecia por aqui. Os deuses estavam sempre do lado de meus antepassados. Nossa aldeia era sagrada. Até que Geremi, nosso líder veio a falecer. Ninguém entendeu. Foi tão de repente, ele era tão forte... Amirdã, seu filho, tomou seu lugar. Ele ofendia os deuses e ao próprio povo. Na época eu era bebê. Um grupo de revoltosos decidiu lutar contra isso... - ela respira fundo - Amirdã jogou sujo. Evocou magias negras e matou a maioria. Meus pais e parentes mais próximos também morreram... - mais uma pausa, ela vira de costa pro grupo e olha a lua - Minha mãe sabia que isso seria certo, deixou-me então com Eleonor. Ela era uma bruxa muito boa. Vivia há algumas léguas da aldeia. Amirdã transformou a aldeia num grande inferno. Todos que por aqui rodeiam são mortos ou saqueados. Ele é protegido dos demônios. Eleonor fez um pacto com os deuses para que protegessem todos que lutassem contra Amirdã, em troca... perdeu a vida. Desde então, busco guerreiros para lutarmos contra ele. Enquanto isso, aqueles que vagam por estas terras, eu busco protegê-los. - ela ri ironicamente - Isso explica a situação de meu rosto - tira o sobretudo, revela-se trajes de guerra feitos de couro e pouco rasgado - e também a do resto do corpo. - Embora suas forma e curvas fossem praticamente perfeitas, havia muitas cicatrizes. - Enfim, - recoloca o sobretudo - ainda busco a felicidade antes preservada por Geremi.



Willow



-Sua história é...me fogem as palavras nesse momento. Mas eu acho q não podemos ajudá-la pois nós temos nossa batalha, como você deve ter ouvido, mas porque não se junta a nós? Poderia nos ser útil de alguma forma. - Fala Vrolock



lady ane

_ Seria útil? - ela ri - Não tem idéia do quanto!... Vocês estão em terras amaldiçoadas e eu conheço muito bem o mandante delas. Sim, eu seria bastante útil! - ela diz com certa ironia. (...) Há outros guerreiros espalhados por entre as árvores e sombras, eles podem estar presentes sem mesmo saberem e são meus companheiros. Acredito mesmo que eu deveria ficar com vocês, Amirdã pode atacá-los e não sei bem se poderiam resistir... somente com magia. Então se não se encomodam, tomarei um lugar.



Raitzo



Soa um sinal



Mais uma hora se passa - comenta um soldado humano - logo chegara o momento de partirmos quem sabe pela ultima vez.



Ainda bem que temos agora uma guia e soldados especializados - comenta o elfo já desperto pela barulheira do sinal e da ultima conversa - espero que possa nos guiar nessas terras malditas, bela senhora.



Willow



-Me desculpe se fui um tanto desrespeitoso minha cara Ágatha, mas é q já não estou mais acostumado com essas formalidades de batalhas e aliados...se você não ouviu eu já não sou o mesmo de sempre...

Mas me diga, esse Amirdã é muito perigoso?? Em quais proporções? - Pergunta Vrolock



lady ane

_ Bom... ele usa magia negra... muito poderoso!!! Imagine o q ele faria com algum guerreiro sem nem ao menos tocá-los? O exército dele é macabro. Só apareça na frente dele acompanhado de gente poderosa... só um conselho!



Phoenix ghost

-" hei.... ufa.. voltei da guarda, agora onde eu estava mesmo.. .ahhh desculpa voces estavao contando alguma historia de suas vidas que eu interrompi??? quem estava contando, por favor contiue que assim que terminar quero continuar a minha....."



raitzo

Como são os demônios desse bruxo e como você sabe tanto dele? - disse um outro guarda

E pq q vcs não se apresentaram antes? - disse o minotauro sacando seu machado



Acalmem-se senhores - disse o elfo - se quisesse nos atacar já o teria feito e alem do mais oq esse grupo de rangers poderiam fazer contra um regimento desse exército?? E senhora peço que não ponha mais terror no corações desses homens descrevendo esse monstro já temos problemas suficiente com nosso inimigo e mais deserções não vão ajudar em nada.



Senhor o chefe de regimento deseja ve-lo - interrompeu um guarda com armadura de boa qualidade.



Com sua licensa bela dama e senhores devo me retirar despedindo-se



Lady ane

_ Queiram desculpar-me, só estou a alertá-los. Quanto a sua pergunta... como o conheço tanto... meus pais e os pais de Amirdã eram muito amigos, e tanto eu quanto els somos filhos únicos, iriam nos casar... antes de Amirdã tomar o poder, ele era um rapaz muito bom, mas perdeu a noção de seus atos. - uma lágrima rola - Creio que então não sou mais útil aqui. Me acusam de colocar medos em vós, estarei por perto, mas longe de seus olhos. Adeus.

Ela retira-se e some nas sombras. Somente alguns arbustos balançam, mas poderiam facilmente culpar o vento.

Alguns ainda olham na direção em que Ágatha seguira, outros estão presos em seus próprios pensamentos. Embora uma certeza tinham em comum, Amirdã não iria encontrá-los.

Então outro dos guerreiros levanta e põe-se a falar.

7 Blá blá blá!:

Frodo Bacchi disse...

Olá amigos, já adicinei o banner de vocês no blog do Krull, o Bruto! Um abraço e parabéns pelo blog!!

Dragões do sol Negro disse...

Opa valeu !

Odin disse...

Saudações, bravos Dragões!

Parabéns por vosso covil, e longa vida à nossa amizade!

Dragões do sol Negro disse...

Obrigado, e que seja uma vida longa e próspera!

Igor disse...

Fino, que tu acha de colocar "continue lendo" ao invés de "mais informações" quando precisa clicar pra ver o restante do post?

Dragões do sol Negro disse...

Acho otimo! hauhauahua
Mas lembra sou newbie em blog o nosso tem só tres meses quase 4 e não tenho tempo de mexer ou aprender essas coisas quem ta me ajudando pra caralho é o pessoal do RPG VALE.
traduzindo tudo isso que eu disse em 3 palavras:
Eu não sei! hauhauahuah

Igor disse...

é...
é...

tbm nm sei não hehe

só sei que toda a interface pode ser mudada...


da uma olhada nesse blog... o cara começou na brincadeira tbm, hj o cara ganha mta grana com camisas e produtos dos personagens e etc...

http://blog.drpepper.com.br/

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes