terça-feira, 13 de abril de 2010

Fogueira IV



Pessoal a muito tempo eu escrevi em um forum e o pessoal ajudava continuando a história e aqui esta o texto desse pessoal. (caso vc encontre o seu texto aqui e não deseje que ele permaneça aqui é só disser e eu retiro, pois não tem como eu achar os escritores uma vez que eles usaram nick names no forum.)

Ferrak

Das sombras um vulto vem se revelando, um jovem com o olhar mais pesado e castigado que o de qualquer experiente aventureiro.Debaixo dos braços carrega um objeto enrolado em trapos de mais ou menos 180 cm. Perto da fogueira ele para, recusa as batatas, não tinha fome, olha a todos.

-Guerra, honra, amores perdidos...bons contos, já ouvi milhares nas tavernas contados por bardos, desde que cheguei nesse mundo. Mas falar em amizade, oras, não sejamos ingênuos, temos apenas um objetivo em comum, nada mais.

Todos sentem-se enojados com tais palavras, quanta frieza na alma. Estavam prontos de lhe retirarem a atenção. Quando o jovem começou a rir...:

-Vocês não estavam afim de histórias?! Então...eu vim contar uma...

-Vocês conhecem bem os paladinos, não? Honra, dedicação, devoção, humildade, justiça, verdade. Conceitos esquecidos e não muito respeitados hoje. Mas que são a própria alma para um paladino.

Um jovem e sua irmã, foram ambos deixados quando bebês as portas de um templo de Helorian, Deusa do Sol, em continente chamado Ducad. A garota, por vocação foi treinada para ser sacerdotisa suprema de Helorian, já o irmão fascinado pela arte da guerra e grato a Deusa por ter sido criado em uma de suas casas, devotou sua vida a ela, como paladino.

Aos 19 anos, o jovem já estava no mundo, fazendo o trabalho de um herói, ajudando a todos que encontrava do melhor jeito possível, algumas vezes tentava até o impossível. Aos 23 anos, conheceu o amor de sua vida, ela não pertencia aquele plano, só poderia ter vindo dos planos superiores...ela era tudo para ele.

Mas, naquele ano, um cometa passaria pelo planeta, um corpo estranho, temido, e sem um período determinado, Tyakyra, a DEusa banida, diziam uns, outros acreditavam ser apenas um período de azar quando esse corpo passava.

Foi então que muitos caíram em desgraça, todos os paladinos de Ducad tornaram-se impuros, indignos, perversos...o jovem, os liderou, a energia do continente foi drenada, as guerras e agressões transformaram todo o continente transformou-se numa região semidesértica, crianças foram mortas, mulheres, homens, duas escolhas todos tinham, morrer ou servir como escravos para os paladinos caídos de Tyakyra.

Ver o inferno talvez fosse mais tranqüilizador que viver numa terra sem esperanças...várias fendas dimensionais foram abertas, pessoas de todos os lugares começaram a surgir, essas pessoas formavam tribos para controlar o continente morto...só guerra restou. E mesmo com várias tribos disputando território quem comandava era a "Ordem do Caos", comandada por aquele jovem.

Até sua irmã ele escravizou, seus amigos foram mortos pela espada dele, um item nefasto, forjado no inferno.

Um dia ela então, o amor dele, o achou. Ele estava bebendo água de um rio, um dos poucos limpos, ela foi até ele sem medo, o amor nos dá coragem. Ela o abraçou dizendo, "volta pra mim, ainda podemos reparar os erros...lembra de como nós éramos, rimas perfeitas da mais bela poesia", ele a abraçou, então olhou ela no fundo dos olhos, o olho dele tremulava com uma gota que havia nele. Mas o sangue não deixou de jorrar no rio...foi tão fácil, um movimento tão leve e suave, a atravessou. Ele então limpou a lâmina no rio, aproveitou para tirar o pequeno cisco que estava em seu olho e partiu. Como se não tivesse uma alma.

-Aquelas terras ainda devem estar na mesma situação, já não sei mais, quando tentei destruir aquela maldita espada, um portal abriu com a energia que havia nela, e fui dragado vindo parar aqui, há um tempo já que estou aqui e não tenho intenção de voltar. Voltar pra que? Se a pessoa que eu mais amei está morta, se todos a quem amei eu mesmo matei? Amizade, creio que não querem a minha, eu vivi um pesadelo, e hoje quando vejo isto - desenrola o objeto, e revela a todos - essa espada aqui comigo, eu não tenho certeza se acordei dele.

Então recua, voltando para a escuridão em que estava.



Fallen



bem senhores acho que eu também não quero as batatas, afasta-se o pequeno de pés peludos com lagrimas nos olhos!

9 Blá blá blá!:

Igor disse...

Porra... fico de cara com os 'talentos' que ja passaram pela casa dos dragões. Sério, nunca tinha visto um grupo tão criativo antes.

Finão, parabéns pelas mestragens! São mais de 12 anos reunindo uma galera bem 'responsa'...

Sua abertura para que os players ajudem no processo criativo é bem inovadora.

E pelas ultimas aventuras, posso dizer que vc voltou a mestrar como antigamente (quando era la na sala). Nada de livrinhos como base, ou aventuras prontas...

Bom te ver animado pra MESTRAR.

Igor disse...

Bom pessoal, domingo vai ter um churras no barigüi, como inauguração dos treinos de esgrima medieval (com armas de treino, com espumas e etc para vários estilos, desde espada longa, até lança e escudo). Em geral vai ser mais pra bater um papo e conhecer os novos integrantes, e queria convidar vcs a participarem do grupo também! Treinamos aos domingos, das 13:00 às 16:00 ao lado da pista de aeromodelismo, é um esporte bem bacana! O churrasco vai ser naquelas cabaninhas do lado do estacionamento. Vamos chegar cedo pra pegar lugar (lá pelas 8:00) e ficaremos até umas 16:00. A principio foi dito que não vai ter treino, mas como sei que quando o tédio bate a gente começa a praticar, sugiro que levem uma calça mais folgada.

Ah! Antigamente era feito por esse mesmo treinador, um torneio de 'conquista de territorio'. Por ex: Cada grupo tem uma bandeira, e o grupo que vencesse a outra cidade/estado, mudava a cor das bandeiras do local, como forma de dizer que haviam "conquistado" aquela região. Achei bem bacana.

Ele também treina combates em grupo/fileiras.

Enfim, muita coisa bacana, com muita gente bacana...

Dragões do sol Negro disse...

Igor meu querido o pessoal realmente é impressionante, até os preguiçosos quando vão o negócio impressiona hehehe e que bom que vc gostou espero que o pessoal tbm esteja gostando.
Sobre o churrasco se eu conseguir dou uma passada lá hehehe
Mas na sexta combinamos

Ederson disse...

Pow, o cara mandou uma tão espontânea que me pegou desprevenido. Fica até difícil elogiar agora. Apenas posso confirmar que quando a sexta-feira está chegando a ansiedade bate e não vejo a hora de poder rolar os dadinhos. as aventuras estão cada vez mais emocionantes. Hoje já não consigo escolher qual foi a melhor noite.

Parabéns mestre!

Igor disse...

Bora lá Fino, os caras são muito miudos hehe... Se o bomber e o eder tbm forem, ja não tem quem queira brincar com a gente hehe

até sexta

abraço

Dragões do sol Negro disse...

HEHEHE, Eu to muito velho pra essas coisas Igor heheheh.
Valeu Eder, se preparem pra sexta feira o bicho vai pegar hehehe ou não hauahuahuah mas acho que vai sim hauahuahauahu

Dragões do sol Negro disse...

Miudos eu tenho é medo disso são rapidos e eu soou força bruta! Numa luta de verdade até tenho chance mas numa de espada de espuma hauauah vou levar muita na cabeça!

Igor disse...

uhaeuhae... quem vê pensa que tem 60 anos e problema nos ossos haha. Eu sou o mais novo lá...

No meu segundo treino meio que massacrei um cara que ja treinava a mais de um ano: a prova que força bruta é o poder maior haha

também, todas as espadas que peguei, desmontaram :/

Dragões do sol Negro disse...

hauahuahuah

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes