quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Kalamaris




"Por mil sereias cantando em uníssono... Qual é sua graça mandrião?


Bardo cego, hãn? Pois em nome de mil canhões carregados eu vos digo, meu senhor: Mantenha seus olhos cegos abertos ou os abutres vão arrancá-los para fazer com eles o desjejum!

Eu sou Willy Caolho, à seu dispor... Sou um cidadão de Porthi por nascença e cidadão livre Kalamariano por opção!

Eu vos convido à bebericar do rum da taverna do prego enferrujado, uma das mais limpas de toda a Kalamaris (das que eu conheço) enquanto ouve algumas das histórias e/ou lendas sobre minha terra natal.

Velejar nós vamos, até as encostas mais íngremes da costa de Poldengran... Até avistar as enormes garras do carangueijo, e por dentro delas passaremos para aportar na bahia dos Tritões. Não coloque os braços para fora, a menos que queira alimentar os inúmeros tubarões-martelo com eles.

Antigamente, quando os piratas ainda eram enforcados por piratear... Era aqui, nas garras do carangueijo que seus pescoços conheciam as cordas, e alguns, como pode ver... Ainda continuam lá, ao sabor do vento.

Melhor do que usar a própria língua como gravata, na minha humilde opinião. (É isso o que acontece aos visitantes do arquipélago da garganta cortada)

Sê meu convidado, amigo bardo... Pois a um mundo novo agora vou te apresentar. A uma cidade da qual seus netos vão ouvir histórias, e por causa delas não dormirão à noite.

Seja bem vindo à Kalamaris, meu companheiro de profissão. Mantenha sua adaga imbanhada, mas sempre ao alcance da mão!

Aqui nem mesmo uma lingua bem afiada poderá lhe safar, dependendo da situação."

Nome da cidade: Kalamaris
Localização: G5 Na bahia dos Tritões, proximidades do Arquipélago da garganta cortada.
Proprietário: A cidade é um posto avançado, com finalidades "militares" marítimas oriunda de Porthi, e é administrada pelo Comodoro Frank Castle Grayhawk.
Tamanho: Forte de grandes proporções.
Limite de ouro: Os cofres de Kalamaris não podem ser medidos em moeda corrente, é uma cidade de renda atribuída à pirataria, ainda que isso "pareça" ilegal, é o que move a economia do grande forte, basicamente.
População: cerca de 15.000 habitantes.
Chefe da guarda: Ao Comodoro são atribuídas todas as funções administrativas (rei, general, prefeito, enfim, TUDO) e seu imediato Sr. Smith Kalishnikov em sua ausência (estranhamente o Comodoro e seu navio, o "Tridente de Netudo" raramente são vistos na cidade).
Nº Guardas em tempo integral: 300 (reservistas 2500)
Prédios importantes: "O ninho do falcão" (um forte muito grande construído no alto da formação rochosa, e tem visão para toda a bahia e além); A formação rochosa natural denominada "As garras do carangueijo" (que são duas pinças "naturais" que fecham a bahia).
Leis da cidade: O Forte segue as mesmas leis de Porthi, e o acesso é estritamente MILITAR, já o conglomerado portuário é desorganizado e considerado àrea de bastante risco, duelos, roubo, bebedeira e baderna degeneralizada entre as várias tavernas, bordéis e cassinos ali existentes.
Tendência e sist. de governo: O porto é uma cidade "sem lei", onde podem ser encontrados o mais variado tipo de mercenários (alguns à serviço do Comodoro), mas o Forte, é uma cidade muito bem organizada e fortemente armada.
Economia: A cidade é auto-suficiente em termos de armas e comida, existe certa organização em meio à aparente balbúrdia que é o porto. Mas os saques na região são "extraoficialmente" legalizados pelo próprio Comodoro Grayhawk.
Defesas: Estranhamente a guarda da cidade aparenta ser fraca em relação à outras cidades, mas dizem que no interior do forte os guardas são 300 golens de adamante.

Boatos: (não se sabe quais são verdade ou não)

? O Tridente de Netuno é a maior embarcação naval já fabricada pelas mãos do homem em toda Poldengran.
? O Tridente de Netuno é um navio fantasma. (na verdade ele é invisível a mais de 100 metros e nestes 100 metros é envolto por um nevoeiro magico CONSTANTE pra quem olha de fora)
? O Tridente de Netuno não é um navio comum, é um submarino.
? Os navios de guerra de Kalamaris têm o domínio da pólvora.
? No arquipélago da garganta cortada existe um segundo forte, chamado de "Mirante do Abutre" tão bem guardado ou mais que o "Ninho do Falcão", mas todos que sabem de sua localização ou são tripulantes do Tridente de Netuno ou usam suas próprias línguas como gravata.
? O Mirante do Abutre é uma contrução de acesso subaquático.
? O Tridente de Netuno pode voar, e seu Capitão é o próprio Halaster.
? O Comodoro Frank Castle Grayhawk é primo legítimo do rei de Porthi.
? O homem conhecido como Sr. Smith Kalishnikov é oriundo de outra dimensão.
? O único acesso à Bahia dos Tritões é por mar.
? Os tripulantes do Tridente de Netuno têm guelras, e eles sofrem de uma maldição onde acabam virando peixes. (como no filme watherworld).
? Existe um mago muito poderoso a serviço do Comodoro Grayhawk.

1 Blá blá blá!:

Dragões do sol Negro disse...

Nesse arquipélago tem uma caverna que só aparece na maré baixa onde o capitão Jack deixa o tesouro escondido, alguns heróis acompanharam ele até ela mas, isso é uma outra história e já faz muito tempo.

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes